PUBLICIDADE

Jornal: Remo é suspeito de compra de vaga para disputar Série D

19 mai 2012 - 09h48

O jornal Folha de S.Paulo publicou, neste sábado, uma reportagem que informa que o Remo é suspeito de ter comprado uma vaga na série D que seria do Cametá, campeão do Campeonato Paraense. Segundo entrevista do presidente do Remo, Sérgio Cabeça, a uma rádio local, existia um acordo feito sob a condição de os dois jogos finais serem realizados em Belém, com a divisão de renda em partes iguais e a desistência da vaga para a competição nacional, em caso de título do Cametá. Antes da entrega do ofício de desistência à federação paraense, na última terça-feira, Cabeça ameaçou não dividir a renda das finais com a equipe campeã.

Após a divulgação do remanejamento da vaga, no entanto, o presidente do Cametá, Orlando Peixoto, renunciou ao cargo. Ele alega que o acordo não incluía a vaga na série D e que não entregou o documento, apenas repassou-o a Cabeça. O motivo da desistência, segundo o ofício, é a falta de condição financeira do clube para a disputa do campeonato. A Folha, contudo, lembra que a CBF arca com as despesas de viagens nessa divisão. O novo presidente do Cametá, Paulo Amorim, foi à federação paraense tentar retomar a vaga, mas o pedido foi rejeitado, já que o Remo foi incluído na tabela da série D, que começa na próxima semana. Ao jornal, Cabeça negou a existência do acordo e informou que a renda foi paga ao Cametá na última terça-feira.

Acordo entre as equipes finalistas do Estadual causou polêmica no Pará
Acordo entre as equipes finalistas do Estadual causou polêmica no Pará
Foto: Tamara Sare / Futura Press
Fonte: Terra
Publicidade