0
Logo do Brasileiro Série C
Foto: terra

Brasileiro Série C

Zagueiro que agrediu árbitro pode pegar suspensão de um ano

8 nov 2016
08h28
atualizado às 08h59
  • separator
  • comentários

A agressão ao árbitro Marcos Mateus Pereira, na partida final da Série C do Campeonato Brasileiro, entre Boa-MG e Guarani, pode encurtar a carreira do zagueiro Antônio Ferreira, 32 anos. O jogador vai ser julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) possivelmente na semana que vem e não deve escapar de uma punição severa. Existe a expectativa de que fique fora de atividade por pelo menos um ano.

O zagueiro Antônio Ferreira, do Guarani, empurrou violentamente o árbitro na partida contra o Boa, pela final do Campeonato Brasileiro da Série C
O zagueiro Antônio Ferreira, do Guarani, empurrou violentamente o árbitro na partida contra o Boa, pela final do Campeonato Brasileiro da Série C
Foto: Reprodução/guarani.com.br

A condenação pelo Artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) prevê suspensão mínima de seis meses para casos como o de Ferreira. Mas, segundo o Terra apurou, existe uma disposição no tribunal de aplicar uma pena exemplar para o jogador.

Na partida disputada no sábado (5), em que o Boa venceu o Guarani por 3 a 0 e se sagrou campeão da Terceira Divisão, Ferreira perdeu o controle ao ser expulso no início do segundo tempo e partiu para cima do árbitro, derrubando-o com um violento empurrão.

Na sequência, também agrediu companheiros do próprio Guarani que tentavam acalmá-lo. Depois de deixar o árbitro no chão, Ferreira continuou disposto a atingir Marcos Mateus Pereira, já protegido por policiais militares no gramado do Estádio Dilzon Melo, em Varginha (MG).

O árbitro registrou boletim de ocorrência numa delegacia da cidade e relatou a agressão na súmula do jogo. Em entrevista nesta segunda (7), em Campinas, Ferreira minimizou o fato e afirmou que espera uma punição leve.

 

Fonte: Especial para Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade