0

Brasileiro Série A

Culpa do Dunga? No Corinthians, Elias agride e lidera ataque

Reginaldo Castro / Gazeta Press
10 jul 2015
07h46
  • separator
  • comentários

Culpa de Dunga ou mérito de Tite? Criticado por jogar muito preso na Seleção Brasileira, o volante Elias vem mostrando que a história é muito diferente no seu retorno ao Corinthians. O camisa 7 tem se destacado pela intensidade nos dois lados do campo e foi premiado com o seu primeiro gol depois do retorno da Copa América no duelo contra o Atlético-PR, nesta quinta-feira

Se nas partidas no Chile o jogador era um volante muito mais conservador, ajudando na armação da equipe apenas até a intermediária, na equipe alvinegra ele é a peça-chave do 4-1-4-1 de Tite. Assim como no primeiro semestre, o jogador mostrou muita movimentação na partida desta quinta-feira. Ele era o responsável por sair em velocidade e invadir a área durante as jogadas ofensivas. Ou Elias aparecia pelo centro do campo para finalizar, ou invertia com Jadson pelo lado direito, confundindo a marcação.

Isso não tirava a obrigação defensiva do camisa 7. Com apenas Bruno Henrique na marcação na intermediária, Elias revezava com Renato Augusto para proteger a entrada da área. Quando o companheiro estava na cobertura, o armador aproveitava para pressionar a saída de bola adversária. 

Elias fez gol e teve boa participação ofensiva contra o Atlético-PR
Elias fez gol e teve boa participação ofensiva contra o Atlético-PR
Foto: Rodrigo Gazzanel / Futura Press

Toda a dedicação foi recompensada com gol. Em jogada iniciada em uma cobrança de lateral, o meia apareceu na pequena área para apenas escorar a bola para as redes, marcando o seu primeiro gol desde a volta da Copa América. "Jogar bem é mais importante do que fazer gols, às vezes. Estava fazendo um grande trabalho aqui, agora é dar continuidade", explicou o jogador.

A falta de agressividade foi a pior crítica sobre o jogador em suas recentes atuações na Seleção. Tanto ele quanto Fernandinho, seu parceiro de posição, pouco chutaram a gol no torneio, gerando críticas sobre a postura do treinador na armação da equipe nacional. 

Em Itaquera, somente no segundo tempo a postura de Elias foi muito mais semelhante da vista no Chile. Com o Atlético-PR pressionando para o empate, foram poucas as vezes que Elias apareceu no campo de ataque. Isso se refletiu na produção ofensiva do Corinthians, que pouco criou nos 45 minutos finais. Mesmo assim, Jadson, de falta, definiu o placar. 

Elias tem se destacado no Corinthians desde o retorno da Copa América
Elias tem se destacado no Corinthians desde o retorno da Copa América
Foto: Lucas Almeida / Futura Press
 
Fonte: EFuroni Conteúdo Editorial

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade