1 evento ao vivo
Logo do Brasileiro Série A
Foto: terra

Brasileiro Série A

Chape só busca um ponto para fechar ano impecável no futebol

14 nov 2017
10h06
  • separator
  • comentários

Aos poucos, a incerteza do início de 2017 foi se desfazendo e o ressurgimento da Chapecoense brotou gradativamente. Com a vitória sobre o Santos (2 a 0), na noite de segunda (13), na Arena Condá, o time catarinense passou a precisar de apenas um ponto em quatro jogos para se ver livre do risco de rebaixamento no Brasileiro.

Túlio de Melo, jogador da Chapecoense, comemora seu gol durante a segunda partida contra o Defensa y Justicia, da Argentina, válida pela segunda fase da Copa Sul-americana 2017.
Túlio de Melo, jogador da Chapecoense, comemora seu gol durante a segunda partida contra o Defensa y Justicia, da Argentina, válida pela segunda fase da Copa Sul-americana 2017.
Foto: Fenando Remor/Mafalda Press/Gazeta Press

Está com 44 e, pelos resultados das últimas rodadas, os matemáticos já consideram que 45 pontos são suficientes para uma equipe se manter na elite do futebol nacional. A Chapecoense vai enfrentar ainda Vitória (c), Atlético-GO (f), Bahia (f) e Coritiba (c).

Em conversa recente com a reportagem do Terra, o presidente do clube, Plínio David de Nês, o Maninho, afirmou que a permanência da Chape na Série A coroaria o ano da reconstrução e ratificaria a posição da diretoria de não concordar com movimento liderado por outros clubes, no final do ano passado, no qual se defendia que a Chapecoense disputasse o Brasileiro de 2017 isenta da possibilidade do descenso.

“Não se trata de comemorar isso. Mas de respirar fundo, com o sentimento do dever cumprido, em homenagem a todos que nos deixaram”, disse Maninho.

Neste ano, a Chape participou de várias competições. Conseguiu o bicampeonato do Estadual, fez ótima campanha na Libertadores e agora se vê praticamente salva do rebaixamento.

O renascimento do futebol do clube se mostrou eficiente nas semanas e meses que se seguiram à tragédia de 29 de novembro do ano passado, quando um avião que levava a delegação da Chape caiu na Colômbia e provocou a morte de 71 pessoas. Jogadores, comissão técnica, dirigentes e convidados do clube, além de jornalistas e tripulantes, estavam no voo. Houve apenas seis sobreviventes.

Veja também

Fonte: Especial para Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade