2 eventos ao vivo

Botafogo bate o Goiás e quebra jejum no Brasileirão

9 out 2019
21h31
atualizado às 21h40
  • separator
  • 0
  • comentários

Depois de cinco partidas, o Botafogo voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. Em jogo disputado na noite desta quarta-feira, no estádio Nilton Santos, o Alvinegro do General Severiano derrotou o Goiás por 3 a 1.

O resultado fez o Botafogo chegar aos 30 pontos ganhos e ocupar a 12ª colocação. O Goiás, que teve a sequência vitoriosa interrompida, é o décimo colocado com 33 pontos ganhos. Os gols foram marcados por Gabriel, João Paulo e Leo Valencia para o Botafogo, enquanto Marcelo Benevenuto,contra, anotou o gol da equipe visitante. O VAR foi acionado uma vez e anulou um gol marcado pelo Goiás.

(Foto: Divulgação/Botafogo)
(Foto: Divulgação/Botafogo)
Foto: Gazeta Esportiva

Dirigido pelo interino Bruno Lazaroni que substituiu o demitido Eduardo Barroca, o Botafogo mostrou uma equipe mais determinada e mais objetiva, e mereceu amplamente o resultado. O Goiás começou melhor, mas acabou superado pela boa atuação do time alvinegro que não deixou espaços para o bom toque de bola da equipe comandada por Ney Franco.

Na próxima rodada, o Botafogo vai ao Pacaembu enfrentar o Palmeiras, enquanto o Goiás vai receber o CSA no Serra Dourada.

1º tempo

Diante de um público muito pequeno, o jogo começou em ritmo lento, com as duas equipes trocando muitos passes laterais. A primeira  investida perigosa foi do Goiás, logo aos três minutos. Michael arriscou da entrada da área, a bola bateu em Marcelo Benevenuto e quase enganou Diego Cavalieri que viu com alívio a bola sair para escanteio.

A torcida alvinegra mostrava impaciência pela lentidão mostrada pela equipe que só chegou ao gol do Goiás aos sete minutos em chute fraco de João Paulo. Só aos 16 minutos é que a torcida se animou depois que Luiz Fernando recebeu na entrada da área, se livrou da marcação e chutou forte.

A bola passou perto da trave direita defendida por Tadeu. Um minuto depois, Diego Cavalieri agarrou a bola recuada por Marcelo Benevenuto e o árbittro marcou dois toques, dentro da área, a favor do Goiás, mas o chute de Rafael Moura bateu na barreira.

O time visitante ficava mais tempo com a bola, mas não conseguia penetrar na defesa do Botafogo e acabava finalizando sem ameaçar o gol defendido por Cavalieri. Já o Botafogo quase não conseguia chegar na área do adversário, irritando a torcida que vaiava as tentativas frustradas.

Aos 30 minutos, Gustavo Bochecha recebeu de Diego Souza e soltou a bomba, obrigando Tadeu a se esticar para desviar para escanteio. Na cobrança, João Paulo levantou na cabeça de Marcelo Benevenuto que escorou para a entrada de Gabriel que tocou de pé direito, sem chances para o goleiro da equipe goiana. Foi o primeiro gol marcado por Gabriel com a camisa alvinegra.

Depois de sofrer o gol, o Goiás tentou partir para buscar o empate, mas encontrava dificuldades para concluir as jogadas, apesar da maior posse de bola. Aos 30 minutos, o Botafogo quase chegou ao segundo gol quando Fernando acertou a trave, depois de receber cruzamento de João Paulo. Aos 41 minutos, Cícero colocou a bola nas redes e o assistente marcou impedimento. O VAR foi acionado e confirmou a marcação.

2º tempo

Para tornar sua equipe mais ofensiva, o técnico Ney Franco colocou o meia Marlone no lugar do lateral-direito Yago Rocha. O volante Yago Felipe passou a ocupar a  posição defensiva. Aos três minutos, após levantamento na área, Diego Souza cabeceou e Tadeu fez outra grande defesa, evitando o segundo gol.

O Botafogo mostrava agressividade e voltou a criar problemas para a defesa goiana aos cinco minutos, mas Gilberto conseguiu bloquear um cruzamento perigoso de Pimpão. Aos 11 minutos, mesmo sem jogar bem, o Goiás marcou com Michael, mas o gol foi anulado após consulta ao VAR que durou seis minutos. Foi assinalado toque de Marlone no início da jogada.

O Botafogo ampliou a vantagem aos 19 minutos. O Goiás errou na saída de bola e Diego Souza tocou para Bochecha que chutou forte. O goleiro Tadeu deu rebote e João Paulo cabeceou para as redes.

Aos 23, o time dirigido por Bruno Lazaroni quase chegou ao terceiro gol em chute forte de Luiz Fernando que tirou tinta da trave.

Depois de sofrer o segundo gol, o Goiás demorou a se acertar na partida. Só aos 30 minutos é que o Verdão de Goiânia mostrou o ar da sua graça com um belo chute de Michael que passou muito perto da trave alvinegra. Um minuto depois, o Goiás marcou o primeiro gol. Apos jogada confusa na área, a bola bateu em Marcelo Benevenuto e ganhou o fundo das redes. Foi o segundo gol contra marcado pelo zagueiro no Campeonato Brasileiro.

A alegria do time visitante durou pouco. Aos 35 minutos, dois minutos depois de ter entrado em campo, o meia chileno Leo Valencia marcou o terceiro gol depois de receber ótimo passe de Rodrigo Pimpão.

O Goiás perdeu o entusiasmo depois de sofrer o terceiro gol e só voltou a ameaçar o gol alvinegro aos 49 minutos em chute fraco de Michael que quase surpreendeu Diego Cavalieri, desatento na jogada.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO-RJ 3 X 1 GOIÁS-GO

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 9 de outubro de 2019 (Quarta-feira)

Horário: 19h15(de Brasília)

Público: 5.574 presentes

Árbitro: Rodrigo D'alonso Ferreira (SC)

Assistentes: Helton Nunes (SC) e Éder Alexandre (SC)

VAR: Caio Max Augusto Vieira(RN)

Cartão Amarelo: Cícero, Rodrigo Pimpão, Marcelo Benevenuto, Diego Souza(Bota);  Michael, Léo Sena, Rafael Moura(GO)

Gols:

BOTAFOGO: Gabriel, aos 31 minutos do primeiro tempo; João Paulo, aos 19 minutos e Leo Valencia aos 35 minutos do segundo tempo

GOIÁS: Marcelo Benevenuto, contra, aos 31 minutos.

BOTAFOGO: Diego Cavalieri, Fernando, Marcelo Benevenuto, Gabriel e Yuri (Lucas Barros); Gustavo Bochecha, Cícero (Alan Santos) e João Paulo; Luiz Fernando (Leo Valencia), Diego Souza e Rodrigo Pimpão

Técnico: Bruno Lazaroni

GOIÁS: Tadeu, Yago Rocha (Marlone), Fábio Sanches, Rafael Vaz e Jefferson; Gilberto (Rafinha), Yago Felipe e Léo Sena; Leandro Barcia (Kaio), Rafael Moura e Michael

Técnico: Ney Franco

Veja também:

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade