1 evento ao vivo

Após primeiro gol no Brasileiro, Pato aprova nova função no São Paulo

Atacante jogou mais recuado, distante da função de centroavante que exerceu na estreia, e fez primeiro gol

2 mai 2019
00h32
  • separator
  • 0
  • comentários

Em sua estreia no São Paulo, sábado, diante do Botafogo, Alexandre Pato atuou como centroavante e teve uma atuação discreta. Diante do Goiás, na vitória por 2 a 1, no Serra Dourada, nesta quarta-feira, o atacante jogou mais recuado, com liberdade para se deslocar pelos lados do campo e rendeu muito mais que na estreia. O próprio atacante ficou feliz com o novo posicionamento.

"Estou feliz por ter ajudado e grupo e ter contribuído com a vitória. Nós marcamos os gols e criamos muitas oportunidades", disse Pato, que marcou seu primeiro gol em sua segunda passagem pelo clube do Morumbi. "O professor falou comigo que ia jogar mais atrás. Fiquei feliz com a posição, acho que o time rendeu bem", completou o atacante.

O técnico Cuca afirma que Pato ainda não tem condição física ideal para jogar pelos lados do campo. "O Pato ficou quatro meses sem jogar. Hoje, eu não consigo vê-lo jogando pelos lados do campo. A intensidade é muito grande pelos lados. Eu falei que o melhor para ele é trabalhar a bola por dentro, como segundo atacante ou até como primeiro", disse o técnico Cuca em entrevista coletiva em Goiânia.

A escalação de Toró como titular, ao lado de Pato e Antony, deixou o ataque mais dinâmico. Nenhum dos três tinha posição fixa. Todos se movimentavam com compensar a falta de uma referência na área. O esquema favoreceu a atuação de Toró que fez seu primeiro gol como profissional. "Estou muito feliz porque minha vida teve uma grande reviravolta nas últimas duas semanas. Estou conseguindo ajudar com boas atuações e fiz um gol", disse o atacante de 19 anos.

As duas primeiras rodadas sinalizam uma recuperação do ataque do São Paulo. Antes do jogo de Goiânia, o time havia feito 22 gols em 23 jogos, menos de um gol por jogo. Nos clássicos que decidiram o Campeonato Paulista, por exemplo, o time havia feito um gol em quatro partidas. Diante do Goiás, foram dois e várias chances criadas. "Eles foram bem. São ideias que a gente vai testando até acertar a equipe", avaliou Cuca.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade