PUBLICIDADE
Logo do Fortaleza

Fortaleza

Favoritar Time

Fortaleza é semifinalista do Nordestão pela sexta vez consecutiva

A instabilidade na primeira fase da competição e a manutenção da confiança para o mata-mata marcam a trajetória do Fortaleza na Copa do Nordeste 2024

22 abr 2024 - 15h48
(atualizado às 15h48)
Compartilhar
Exibir comentários
(
(
Foto: Leonardo Moreira/Fortaleza EC / Esporte News Mundo

No domingo (21), o jogo entre Fortaleza e Altos-PI definiu o último semifinalista da Copa do Nordeste 2024. Na Arena Castelão, o Laion presenteou seus torcedores com uma goleada. Retomando a confiança no campeonato, o Fortaleza venceu a equipe piauiense por 5 a 0 e garantiu a classificação para a semifinal pelo sexto ano consecutivo.

Em noite gloriosa, o Fortaleza foi efetivo e ditou o ritmo do jogo, adotando uma postura cobrada pelo torcedor ao longo do Nordestão e coroando a ida para mais uma etapa da decisão do campeonato. A goleada do Laion diante do Altos contou com gols de Marinho, Moisés, Yago Pikachu e dois de Kervin Andrade.

Fortaleza vence o Altos-PI de goleada e avança para a semifinal da Copa do Nordeste

Apesar do jogo impecável contra o Altos, o caminho para a sexta classificação não foi fácil. Na primeira fase do torneio, enquanto buscava garantir os pontos na tabela e o G-4 do Grupo B, o Fortaleza passou por um momento que fez a equipe desacelerar e encontrar dificuldades no desenrolar da competição.

O Fortaleza mantinha uma campanha estável na Copa do Nordeste, mas muita coisa mudou para a equipe cearense a partir do dia 22 de fevereiro. Após um empate com o Sport por 1 a 1, na saída da Arena Pernambuco, o ônibus que levava a delegação tricolor foi atingido por bombas, pedras e rojões lançados por torcedores do time pernambucano.

No ataque, os vidros do ônibus estouraram e atingiram os atletas. João Ricardo, Escobar, Lucas Sasha, Dudu, Titi e Brítez ficaram com ferimentos, alguns graves e outros leves, e tiveram que ser afastados da equipe por um tempo. Além dos atingidos, Thiago Galhardo também pediu afastamento, pois apresentava crises de pânico e precisou de acompanhamento para cuidar de sua saúde mental.

O time que vinha buscando aos poucos a pontuação na competição, teve baixas temporárias no elenco e precisou se reinventar. Alguns jogos foram remarcados, a agenda ficou ainda mais apertada e foi necessário que o elenco de Vojvoda trabalhasse a paciência para conciliar todas as competições e frisar a classificação para o mata-mata da Copa do Nordeste. Desde aquela madrugada de fevereiro, foram duas derrotas e um empate no Nordestão. O Fortaleza chegou na última rodada precisando vencer.

A decisão estava nas mãos do tricolor. Vencer o Maranhão garantia os três últimos pontos e a classificação para as decisões do campeonato, sem sofrimento e sem depender de cálculos matemáticos. Em caso de empate ou derrota, o Laion precisava de torcer para as falhas dos adversários da tabela. Fim de jogo, no dia 27 de março o Maranhão venceu o Fortaleza por 3 a 2. Contando com as desvantagens do restante do Grupo B, o Leão do Pici terminou a primeira fase na segunda colocação com 8 pontos e conseguiu a vaga sofrida para as quartas de final.

Classificado para o mata-mata, o Fortaleza focou em outras competições, passou por mudanças no elenco e voltou a se reestabelecer. A goleada diante do Altos-PI é uma das últimas vitórias do Laion nas competições que disputa e marca o retorno gradativo da confiança do Tricolor de Aço. Esta é a sexta vez seguida que o Fortaleza se classifica para a semifinal do Nordestão e, como parte do processo de reinvenção, o desafio não poderia ser maior. Após toda a caminhada, o Leão volta a enfrentar o Sport, desta vez, na semifinal.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade