PUBLICIDADE
Logo do

Flamengo

Meu time

Análise: Kenedy não correspondeu em 2021, mas retorno ao Chelsea deixa lacuna no elenco do Flamengo

Kenedy chegou ao Ninho em agosto de 2021 e não correspondeu às expectativas. Com o pedido do Chelsea, saída do Flamengo, que contava com o atleta até junho, é antecipada

12 jan 2022 16h54
| atualizado às 16h54
ver comentários
Publicidade
Kenedy deixa o Flamengo com um gol, uma asistência e nenhum título (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Kenedy deixa o Flamengo com um gol, uma asistência e nenhum título (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Foto: Lance!

Uma passagem rápida, sem brilho e longe de corresponder às expectativas. Assim foi o retorno de Kenedy ao futebol brasileiro. O atacante chegou ao Flamengo, por empréstimo, em agosto e, agora, voltará ao Chelsea (ING), que solicitou a devolução do atleta, que estava cedido até junho. Pelo desempenho que teve, a saída do camisa 33 não deve ser tão sentida, mas deixa uma lacuna no elenco. São poucas as opções para ocupar o lado direito do ataque do Fla.

De agosto a dezembro, Kenedy disputou 17 jogos pelo Flamengo, marcou um gol e deu uma assistência. Neste breve período que esteve no Ninho do Urubu, o atacante sofreu uma entorse no tornozelo direito, que atrapalhou ainda mais o jogador a ter sequência. Assim, foi titular apenas quatro vezes e completou uma única partida com o Manto: 2 a 2 com o Grêmio, no dia 23 de novembro.

Iniciando o ano e participando da pré-temporada, havia a expectativa de um 2022 melhor de Kenedy pelo Flamengo, mas isso não acontecerá mais. O problema para Paulo Sousa é que não há, entre os atuais nomes do elenco, um atacante com características similares a do camisa 33, que volta ao Chelsea.

Veja os números e o mapa de calor de Kenedy no Flamengo (via SofaScore):

(Crédito: Sofascore)
(Crédito: Sofascore)
Foto: Lance!

Nos últimos anos, Everton Ribeiro é quem acostumou-se a atuar pelo lado direito, fazendo uma dobradinha com o lateral. Vitinho e Bruno Henrique atuam mais pela esquerda, quando não aparecem pela faixa central. Gabigol, por sua vez, até cai pelo lado direito, mas não faz a mesma função de Kenedy.

Paulo Sousa, que iniciou os trabalhos com o grupo na segunda-feira, terá que encontrar soluções dentro do elenco enquanto não chegam reforços. Em sua apresentação, o técnico afirmou não estar preso a um único esquema de jogo, e aguardará a "resposta do campo" para começar a definir a equipe titular.

Lance!
Publicidade
Publicidade