PUBLICIDADE

Ex-São Paulo, Lugano diz que Argentina recebeu 'ajuda' para conquistar a Copa do Mundo: 'Deram uma mão amiga'

Zagueiro criticou a Fifa e apontou pontos negativos no uso do VAR

16 mai 2023 - 12h52
Compartilhar
Exibir comentários

Diego Lugano, ex-jogador do São Paulo, atacou a forma como a Argentina se consagrou campeã da última Copa do Mundo, de 2022, no Qatar. Na opinião do antigo capitão da seleção do Uruguai, os hermanos receberam ajuda da arbitragem no torneio.

Em entrevista para o jornal "As", o zagueiro aposentado, relembrou os cinco pênaltis marcados para a Argentina durante a competição, nas partidas contra a Arábia Saudita, Polônia, Holanda, Croácia e França. Lugano criticou a Fifa e os árbitros, porém não tirou os méritos do elenco que foi campeão.

A Argentina foi ajudada a se tornar campeã mundial. Não há dúvida de que eles lhe deram uma mão amiga. Terão seus méritos, mas dos cinco pênaltis que foram marcados, quatro não têm dúvidas de que não foram totalmente forçados. Isso é uma realidade. Porém, existe o mérito do Messi, que movimenta o futebol pelo mundo. Você acha que a Fifa não vê e não serve a isto? É mérito da Argentina também, que soube aproveitar o momento - disparou o ex-jogador.

O ex-jogador ainda cobrou duramente o uso do VAR e disparou contra Pierluigi Collina, presidente do Comitê de Arbitragem da Fifa. Na visão dele, o acessório tecnológico não está ajudando o futebol.

- Desde que o VAR foi introduzido, o árbitro detém um poder excessivo para interpretar o que ele quer a qualquer momento. Em um jogo pode haver 20 pênaltis ou nenhum, eu acho que isso faz o futebol virar um caos. Disse isso a Pierluigi Colina na Copa do Mundo. Acredito que o uso do VAR é uma jogada puramente política da Fifa, para mostrar que é transparente. É um erro da Fifa. Os jogadores não têm opinião, mas os dirigentes que nunca jogaram futebol têm - concluiu.   

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade