2 eventos ao vivo

Brasil é quem escolhe adversários mais fracos no pós-Copa

Seleção faz amistoso, nesta terça (11), com El Salvador, 72º colocado no ranking da Fifa

11 set 2018
10h28
atualizado às 10h29
  • separator
  • 0
  • comentários

O amistoso desta terça (11) com El Salvador, 72º colocado no ranking da Fifa, é mais um exemplo de que o Brasil, entre os gigantes do futebol, é o que enfrenta no pós-Copa os adversários mais fracos. Na semana passada, jogou com os Estados Unidos, que nem sequer estiveram na Copa da Rússia.

Primeiro amistoso da Seleção no pós-Copa foi contra os EUA, que não foram ao Mundial da Rússia
Primeiro amistoso da Seleção no pós-Copa foi contra os EUA, que não foram ao Mundial da Rússia
Foto: Brad Penner-USA TODAY Sports / Reuters

Em outubro, a Seleção voltará a campo para dois amistosos. O primeiro vai ser contra a Arábia Saudita, na 70ª posição do ranking. Depois, sim, haverá um jogo de peso – contra a Argentina.

Ou seja, nos quatro amistosos da Seleção programados para depois do fracasso no Mundial, três deles são contra seleções que não foram à Rússia.

Para se ter uma ideia de como o Brasil anda na contramão do que seus rivais fazem, basta verificar quem joga com quem entre as demais potências do futebol.

A campeã do mundo, a França, reservou para este semestre uma data para um amistoso contra uma seleção que fez bonito na Copa de 2018 – a Islândia. A Alemanha tomou o mesmo caminho e decidiu atuar contra outras duas seleções que estiveram na competição mais importante do calendário do futebol – Peru e a anfitriã Rússia.

Vice-campeã do Mundial, a Croácia já entrou em campo para realizar um amistoso no pós-Copa e optou por um adversário forte – Portugal.

Na América do Sul, o próprio Uruguai escolheu três seleções que jogaram a Copa a fim de disputar amistosos até o final do ano – México, Coreia do Sul e Japão. Enquanto que a Argentina mirou Brasil, Colômbia e Guatemala para se exibir – ou seja, duas seleções fortes e apenas uma sem nenhuma expressão.

Brasil e El Salvador jogam nesta terça nos Estados Unidos, num amistoso sem nenhum atrativo para o torcedor brasileiro.

Veja também

Fonte: Silvio Alves Barsetti
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade