PUBLICIDADE
Logo do

Coritiba

Meu time

Com polêmica, Coritiba e Londrina empatam pela Série B

Jogadores do Coxa reclamaram de possível pênalti nos minutos finais do jogo não marcado pela arbitragem

13 jun 2021 22h30
| atualizado às 22h30
ver comentários
Publicidade

Jogando no estádio Couto Pereira na noite deste domingo (13), Coritiba e Londrina ficaram no empate de 1 x 1. Léo Gamalho abriu o placar para os mandantes na etapa inicial, mas Alisson Safira empatou de pênalti no 2° tempo. O resultado igual não foi bom para nenhuma das equipes. O Coxa termina a 3ª rodada no 9° lugar com quatro pontos, enquanto o Tubarão aparece no 15° posto com dois.

Foto: Divulgação/Coritiba
Foto: Divulgação/Coritiba
Foto: Lance!

Depois do duelo deste domingo (13), o Coritiba vira a chave focando na Copa do Brasil. Na quarta-feira (16), o Coxa tem o jogo de volta contra o Flamengo pela 3ª fase do torneio, às 21h30. Já o Londrina só volta a campo na quinta-feira (17), pela 4ª rodada do Brasileirão Série B, em casa, diante do Botafogo, às 19h.

Fim do jejum do artilheiro

Os primeiros movimentos do confronto mostraram o Coritiba mais ativo no campo de ataque e tendo a posse da bola. Enquanto isso, o Londrina optou por se fechar e esperar uma brecha para investir no contra-ataque. O que não durou muito.

Aos 6 minutos, Rafinha recebeu pela esquerda e, próximo do bico da grande área, cruzou para Léo Gamalho. O artilheiro apareceu livre na segunda trave e encheu o pé sem deixar a bola cair para abrir o placar no Couto Pereira. O gol colocou fim a uma série de quatro jogos em que o artilheiro passou em branco.

Pressão constante

Nem mesmo a vantagem no placar fez o Coritiba tirar o pé no confronto. A equipe comandada por Gustavo Morínigo seguiu em cima do Londrina e criando as melhores oportunidades. Em lindo lance de Val, Waguininho arriscou de longe, mas mandou para fora.

Aos 19 minutos, Dalberto acionou Rafinha na esquerda. Em lance similar ao do gol, o meia serviu Léo Gamalho, dessa vez na primeira trave, e o atacante cabeceou para fora. Pouco tempo depois, a defesa do Londrina afastou mal e Val ficou com a sobra. A finalização veio quente, e César rebateu para o lado.

Replay?

Quando a partida chegava aos 34 minutos, Dalberto recebeu pelo lado esquerdo e cavou para Léo Gamalho na segunda trave. O centroavante tentou novo voleio e, por pouco, não repetiu o lance do gol. O arremate passou perto. Waguininho tentou completar para as redes, mas não chegou na bola.

Por outro lado, o Londrina chegou pela primeira vez com perigo somente aos 35'. Após bola mal tirada pela defesa do Coxa, Adenilson completou de primeira para o gol. A bola pegou efeito e tomou o rumo do canto direito de Wilson, que caiu bem para espalmar para escanteio.

Wilson evita o empate

A primeira chegada ao gol do adversário animou o Londrina. Aos 46 minutos, Safira dominou na entrada da área e soltou uma bomba em direção ao gol. Wilson voou e espalmou pela linha de fundo, evitando o empate do Tubarão.

Os acréscimos foram todos dos visitantes. Com a posse de bola, o Tubarão pressionou o adversário, que se retraiu e se preocupou mais em levar a vitória para o intervalo do que tentar aumentar o placar.

Londrina volta melhor e consegue a igualdade

Se o início 1° tempo foi todo do Coritiba, o princípio da etapa final foi todo do Londrina. O time comandado por Roberto Fonseca voltou mais ofensivo e incisivo, se fazendo presente no campo de ataque.

Aos 7 minutos, Jean Henrique arriscou chute venenoso de longe. Wilson praticou boa defesa e mandou a bola para escanteio. Pouco depois, Ricardo Luz cruzou na área, e a arbitragem pegou toque no braço de Léo Gamalho, marcando pênalti. Na cobrança, Safira deslocou o goleiro e deixou tudo igual no Couto Pereira.

Coritiba volta para o jogo

O gol sofrido acordou o Coritiba no 2° tempo. Depois de ser vazado, o Coxa passou a propor o jogo assim como fez em grande parte da etapa inicial. Léo Gamalho tentou recolocar os mandantes na frente aos 16', mas cabeceou fraco nas mão de César.

Sendo pressionado, o Londrina montou uma barreira na frente do seu gol. Rafinha, Léo Gamalho e Romário tentaram uma vez cada mandar a bola para as redes no mesmo lance, mas foram travados. Quem não teve seus chutes interceptado foi Igor Paixão. Em duas oportunidades, o atacante recebeu passe vindo da linha de fundo e pegou muito mal, mandando quase em lateral.

Polêmica

Aos 42 minutos, Léo Gamalho recebeu dentro da área e se enroscou com a marcação. A arbitragem mandou o jogo seguir, causando a irritação dos jogadores e membros da comissão técnica do Coxa.

Além da polêmica envolvendo a não marcação do pênalti, o jogo pegou fogo quando Luiz Henrique e Igor se desentenderam e começaram a confusão. Os dois atletas foram amarelados ao final do tumulto.

Trave salva o Londrina

No minuto final do jogo, Valdeci dominou na entrada da área, limpou para o pé esquerdo tirando a marcação e finalizou colocado buscando o ângulo direito de César. A bola explodiu no travessão.

O Londrina abdicou de atacar e passou a se fechar nos segundos finais com o propósito de segurar o empate e levar um ponto para a casa. Apesar da pressão, o Coritiba não conseguiu chegar ao segundo gol e teve que se contentar com a igualdade no placar.

FICHA TÉCNICA

CORITIBA 1 X 1 LONDRINA

Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba-PR

Data/Horário: 13 de junho de 2021 (domingo), às 20h30

Árbitro: Diego da Costa Cidral (SC)

Assistentes: Henrique Neu Ribeiro (SC) e Gizeli Casaril (SC)

Gols: Léo Gamalho (6'/1°T) (1-0), Alisson Safira (11'/2°T) (1-1)

Cartões amarelos: Wellington Carvalho, Waguininho, Léo Gamalho, Willian Farias, Igor (Coritiba), Mossoró, Luiz Henrique (Londrina)

CORITIBA: Wilson, Igor, Wellington Carvalho, Luciano Castán e Romário; Val, Willian Farias e Rafinha (Valdeci, aos 32'/2°T); Waguininho (Tailson, aos 23'/2°T), Léo Gamalho e Dalberto (Igor Paixão, aos 23'/2°T). Técnico: Gustavo Morínigo

LONDRINA: César, Ricardo Luz, Marcondes, Augusto e Luiz Henrique; Jean Henrique, Adenilson (Mossoró, aos 0'/2°T) e Matheus Bianqui (Marcelo Freitas, aos 0'/2°T); Douglas Santos (Caprini, aos 22'/2°T), Alisson Safira (Tiago Orobó, aos 28'/2°T) e Salatiel (Júnior Pirambu, aos 41'/2°T). Técnico: Roberto Fonseca

Lance!
Publicidade
Publicidade