PUBLICIDADE
Logo do

Corinthians

Favoritar Time

Vítor Pereira contesta pênalti e quer Corinthians "mais agressivo"

Treinador também criticou falta de poder de reação da sua equipe após sofrer segundo gol na derrota para o Always Ready

6 abr 2022 - 01h54
(atualizado às 07h34)
Ver comentários
Publicidade
Vítor Pereira durante a partida contra o Always Ready (Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians)
Vítor Pereira durante a partida contra o Always Ready (Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians)
Foto: Lance!

O técnico do Corinthians, Vítor Pereira, mostrou incomodo com a forma com que a sua equipe jogou no segundo tempo da derrota por 2 a 0 para o Always Ready, da Bolívia, nesta terça-feira (5), pela estreia na Copa Libertadores da América, principalmente pela falta de agressividade em campo.

O Corinthians saiu atrás aos sete minutos de jogo e sofreu o segundo tento aos 30 segundos da etapa final, que deixou o treinador corintiano insatisfeito com a falta de poder de reação dos seus comandados.

> GALERIA - Veja os elencos mais valiosos da fase de grupos da Libertadores

"O que mais me incomoda nesse jogo foi a forma como sofremos os dois gols, e depois a forma como reagimos ao segundo gol. Sei que não é fácil manter o equilíbrio quando se está na expectativa de ir atrás do resultado e, de repente, tomar o segundo gol. Mas depois que a equipe, e isso que me deixa um pouco desgostoso, foi para mim muito mal, não foi ao nosso nível", disse VP em entrevista coletiva.

Vítor, inclusive, disse ter as suas dúvidas sobre pênalti que originou o primeiro gol do Always Ready, cometido pelo lateral João Pedro sobre Jorge Flores, dos Albirojos. A opinião foi a mesma do meia Renato Augusto, na saída de campo.

"Começamos o jogo com o pênalti, perdendo de um a zero. Tenho minhas dúvidas no pênalti. Sabíamos perfeitamente que o adversário ia jogar em casa e a bola ganha velocidade aqui, poderíamos controlar o lance de outra forma", observou o treinador.

O Timão, que teve 65,59 de posse de bola, finalizou as mesmas 12 vezes que o adversário, sendo que desses chutes apenas três da equipe alvinegra foram no alvo, contra cinco dos bolivianos.

De toda forma, Vítor Pereira gostou da postura corintiana no primeiro tempo, mas cobrou agressividade, reconhecendo a queda de rendimento na etapa final.

"A primeira parte foi de qualidade, dada as características do jogo, a altitude, tivemos quase sempre a bola, não permitimos que eles criassem nada a não ser um lance o pênalti, mas a segunda parte foi isso, tomamos o segundo gol e não reagimos. Temos que ser mais agressivos, reagir e dar uma imagem diferente da segunda etapa", disse o técnico do Corinthians.

O Corinthians retorna de La Paz em voo fretado na madrugada desta quarta-feira (6), e a partir de agora volta as suas atenções para a estreia no Campeonato Brasileiro, neste domingo (10), às 16h, contra o Botafogo, no Rio de Janeiro.

O próximo compromisso do Timão pela Liberta acontecerá na próxima quarta-feira (13), às 21h, contra o Deportivo Cali, da Colômbia, na Neo Química Arena.

Lance!
Publicidade
Publicidade