PUBLICIDADE
Logo do

Corinthians

Meu time

Se fechar, Roger Guedes deve ser a última contratação de peso do Corinthians no pacote atual

Nomes foram definidos de forma "cirúrgica" e possíveis alvos não devem ser do mesmo status. Alternativa em caso de Roger não chegar ainda não foi definida pelo Timão

31 jul 2021 06h04
| atualizado às 06h04
ver comentários
Publicidade

O Corinthians fez um trabalho de reestruturação financeira para conseguir reforçar o elenco neste segundo semestre e escolheu seus alvos de forma cirúrgica para, de fato, mudar o patamar do time e não cair em mais apostas como aconteceu em temporadas anteriores. Por isso, dificilmente o clube irá outro alvo "de peso", mesmo se Roger Guedes não fechar a sua contratação.

Roger Guedes deve fechar pacote "de peso" se assinar com o Corinthians (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)
Roger Guedes deve fechar pacote "de peso" se assinar com o Corinthians (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)
Foto: Lance!

TABELA

GALERIA

Ao enxugar a folha salarial em cerca de R$ 4,5 milhões com a saída de 17 jogadores, o Timão se viu, finalmente, com capacidade de ir ao mercado para fortalecer o elenco. No primeiro semestre, por exemplo, foi o único clube de Série A que não contratou jogadores. Por essas e outras, não havia espaço para errar ao buscar esses tão sonhados reforços que a torcida tanto queria.

Nesse perfil se encaixaram Giuliano e Renato Augusto, que são jogadores de nível Seleção Brasileira, de qualidade comprovada e que chegam para assumir a titularidade da equipe de Sylvinho. Por mais que os salários sejam altos, a certeza de retorno esportivo torna o negócio preciso e com pouquíssima chance de dar errado. Além disso, estavam livres no mercado, sem custos.

A ideia da diretoria sempre foi fortalecer o grupo com dois ou três nomes incontestáveis, que jogassem do meio para frente. Entre esses, um atacante rápido de lado de campo, que é Roger Guedes, uma opção que apareceu com possibilidade de rescisão contratual e assinar livre com o Corinthians, algo que até o momento não aconteceu, mas o clube se mostra otimista pelo desfecho.

Por ser esse tipo de contratação cirúrgica, os dirigentes, neste momento, não trabalham com outro nome, nem mesmo para o caso de a negociação com Roger não ser concretizada. Segundo apurou o LANCE!, o próximo alvo não deve ser de um "medalhão", ou seja, não será um jogador com o mesmo status de Giuliano, Renato Augusto e Roger Guedes. Isso, evidentemente, pode mudar se uma oportunidade de mercado for colocada na mesa da diretoria alvinegra.

Outro nome que pintava como um alvo desse tipo era Paulinho, que chegou a conversar com o clube, mas tinha a preferência de seguir jogando fora do país. Tanto é que acabou assinando com o Al Ahli, da Arábia Saudita. Nesse caso, o número de contratações desse nível se estenderia para quatro, justamente por se encaixar no perfil de oportunidade de mercado e viria sem custos ao clube.

Enquanto essas oportunidades não aparecem, o Corinthians segue aguardando as tratativas do estafe de Roger Guedes com o Shandong Luneng, da China, para rescindir o vínculo. A negociação não é fácil, mas o Timão não irá participar desse destrato. A proposta só será oficializada quando o jogador ficar livre no mercado, mas as partes já acertaram as bases contratuais.

Lance!
Publicidade
Publicidade