PUBLICIDADE
Logo do

Corinthians

Meu time

Salários, luvas e sondagens: entenda o que trava a renovação de Gabriel Pereira com o Corinthians

Jovem tem contrato com o Timão até 31 de março de 2022 e já poderia assinar com outro clube. Interesse europeu e valores altos da negociação afastam acordo neste momento

28 out 2021 13h22
| atualizado às 14h30
ver comentários
Publicidade

O Corinthians convive com um grande impasse a ser resolvido e não se trata da briga por uma vaga na Libertadores, mas sim para manter no elenco uma de suas grandes promessas: Gabriel Pereira, que tem contrato apenas até 31 de março de 2022, e já poderia assinar com outro clube. Diante disso, a renovação não é fácil e alguns fatores como salários, luvas e sondagens travam o acordo.

Gabriel Pereira é um dos destaques do Corinthians nesta temporada (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)
Gabriel Pereira é um dos destaques do Corinthians nesta temporada (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)
Foto: Lance!

TABELA

GALERIA

Aos 20 anos, GP tem sido um dos destaques do Timão neste momento da temporada, ganhando espaço entre os titulares de Sylvinho no ataque. No entanto, esse brilho individual vem justamente quando fora de campo seu futuro no clube está indefinido, já que seu vínculo termina em cinco meses.

Na noite da última quarta-feira, o Meu Timão publicou o interesse do Benfica no futebol do jovem atleta, informação que foi confirmada pelo LANCE!. Além disso, segundo apuração da reportagem, outros clubes europeus já chegaram a sondar a situação de Gabriel Pereira. Todos eles olham o momento como oportunidade de assinar com uma joia sem custos de transferência.

A possibilidade de jogar na Europa é um ponto de pessimismo por parte dos dirigentes corintianos, mas não só, já que os altos valores pedidos pelos representantes do jogador também dificultam a operação. De acordo com pessoas ouvidas pelo LANCE!, a pedida salarial seria mais que o dobro do que o Corinthians ofereceu, além disso o valor das luvas está totalmente fora da realidade, mesmo que ele seja diluído nos vencimentos mensais do atleta.

Por essas e outras, a negociação de renovação está travada neste momento e todos esses fatores afastam um acordo entre as partes. Vale destacar que o Corinthians, apesar de um pouco mais pessimista, não desiste do acerto e ainda acredita que chegará a um consenso em relação aos valores para manter Gabriel Pereira no elenco pelos próximos anos, mas corre contra o tempo.

Lance!
Publicidade
Publicidade