PUBLICIDADE

Clássico San-São tem vitória Santista em jogo marcado pela falta de ritmo na semi do Paulistão Feminino

Jogo de ida da semifinal acontece um mês e meio depois do fim da primeira fase, e equipes lutam por uma bola no segundo tempo

6 nov 2023 - 21h47
Compartilhar
Exibir comentários
Santos vence o São Paulo na semi do Paulistão Feminino.
Santos vence o São Paulo na semi do Paulistão Feminino.
Foto: Reprodução/Twitter @PaulistaoFem

Enquanto a outra semifinal entre Palmeiras e Corinthians foi uma releitura da final da Libertadores Feminina 2023, com times que tinham acabado de voltar da competição e com mais jogadoras retornando da data FIFA com a Seleção Brasileira, a realidade na Arena Barueri foi diferente. As atletas tiveram folga e, mesmo com os amistosos, sentiram a intensidade da partida depois de tanto tempo sem um jogo oficial.

O clássico San-São começou com a boa atuação das goleiras Carlinha, do São Paulo, e Camila Rodrigues, do Santos. As duas equipes tiveram grandes oportunidades de mudar a história do jogo. Primeiro o tricolor paulista utilizou o lado direito do campo com bolas longas e fez a atacante Gláucia chegar na cara do gol, impedida pela goleira santista. Ketlen, com apenas 16 anos, foi a dribladora das sereias da vila e tentou enganar Carlinha, mas a goleira conseguiu evitar. Outra que teve uma boa movimentação foi Aline Milene do São Paulo, a meia conseguia avançar só que o Santos apertou muito bem a marcação e o chute de longa distância não funcionou.

O lance polêmico aconteceu aos 35 minutos. Um cruzamento na área fez Gláucia chutar na saída da goleira Camila, que espalmou e fez a bola ir para a linha do gol. Camila recuperou a bola em cima da linha, o que deixou a dúvida se tinha entrado ou não. Embora a imagem confunda, nem a arbitragem e nem o VAR tiveram dúvidas para não marcar o gol. O Santos ganhou espaço e Cristiane deixou uma bola na trave, lado que a equipe tentou ser mais ofensiva utilizando as boas altas com a atacante que é especialista nesse tipo de finalização.

Com erros de passes no segundo tempo, as duas equipes sentiram o ritmo de jogo depois de mais de um mês e meio; a última partida de ambas foi no dia 14 de setembro. As substituições e as câimbras começaram. O São Paulo trocou todo o seu ataque enquanto o Santos esperou mais tempo para substituir conforme a necessidade. Foi aí que Brena teve a chance no rebote de Cristiane no travessão. A volante chutou de primeira para marcar 1 a 0 para o Santos. A equipe da baixada Santista precisou mudar o elenco que sofreu com o desconforto muscular. No Paulistão Feminino as equipes podem substituir até 7 atletas em 3 paradas, o intervalo não conta como uma delas. Mesmo assim, o São Paulo mudou 4 atletas e o Santos apenas 3.

Nos minutos finais, o São Paulo teve a chance de empatar com o chute forte da lateral Ana Alice na entrada da área após escanteio, mas Camila fez uma defesa precisa e confirmou a vitória Santista, agora com a vantagem do empate na partida de volta. As equipes se enfrentam novamente na próxima segunda-feira, na Vila Belmiro.

Fonte: Fernanda Arantes Fernanda Arantes é apresentadora, narradora e repórter esportiva. Com passagens pelas afiliadas da Rede Globo e pelo SBT, atualmente ela se destaca nas transmissões pela internet. As visões da colunista não representam a visão do Terra.
Compartilhar
Publicidade
Publicidade