PUBLICIDADE

Chefes de torcidas organizadas da Juve são condenados na Itália

Líder da 'Drughi' foi condenado a 4 anos e 10 meses de prisão

20 out 2021 15h02
| atualizado às 15h14
ver comentários
Publicidade

A condenação de seis líderes de torcidas organizadas da Juventus colocou um ponto final nesta quarta-feira (20) no julgamento da operação "Last Banner".

Torcida da Juventus durante um jogo do clube
Torcida da Juventus durante um jogo do clube
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

A maior pena concedida pelo tribunal de Turim foi para Gerardo "Dino" Mocciola, principal chefe da "Drughi", que foi condenado a quatro anos e 10 meses de prisão.

De acordo com os promotores do caso, os torcedores organizados da Velha Senhora pressionaram o clube italiano para não perder uma série de benefícios e concessões. Tudo teria acontecido na temporada 2018/19.

Já Umberto Troia, líder do grupo "Tradizioni-Antichi", foi condenado pelo tribunal a um ano e seis meses de detenção.

Em função do caso, a Juventus obteve uma indenização de cerca de 53 mil euros (por volta de R$ 342 mil). .
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade