PUBLICIDADE
Logo do Seleção Brasileira

Seleção Brasileira

Favoritar Time

Vini Jr quebra silêncio após eliminação do Brasil, assume falha e diz: 'Voltaremos ao topo'

Jogador fez uma publicação nas redes sociais nesta terça-feira, 9, sobre a eliminação da Seleção Brasileira na Copa América

9 jul 2024 - 09h55
(atualizado às 20h56)
Compartilhar
Exibir comentários
O atacante brasileiro Vinicius Junior (7) sai de campo durante o intervalo contra a Colômbia, no Levi's Stadium
O atacante brasileiro Vinicius Junior (7) sai de campo durante o intervalo contra a Colômbia, no Levi's Stadium
Foto: Darren Yamashita-USA TODAY Sports/Reuters

O jogador Vinicius Júnior quebrou o silêncio após mais de 48 horas da eliminação da Seleção Brasileira na Copa América. Em uma publicação nas redes sociais nesta terça-feira, 9, o atleta citou o sentimento de frustração, assumiu falha e afirmou que o Brasil vai 'voltar ao topo' novamente.

"Fim de Copa América é hora de refletir, saber lidar com a derrota. O sentimento de frustração toma conta outra vez. Novamente nos pênaltis", iniciou Vini Jr.

Na sequência, ele comentou sobre o cartão amarelo que levou ainda no início da partida contra a Colômbia e fez com que ele desfalcasse a Seleção contra o Uruguai nas quartas de final da competição.

"Falhei ao tomar dois cartões amarelos evitáveis. Novamente assisti à eliminação do lado de fora. Mas, dessa vez, por culpa minha. Peço desculpas por isso. Sei ouvir as críticas e as mais duras, acreditem, vêm de dentro de casa."

O jogador finalizou a mensagem dizendo que a trajetória dele na Seleção está apenas começando. "Ao lado dos meus companheiros, terei chance de recolocar nossa Seleção no lugar que merece. Nós voltaremos ao topo! Eu amo vocês e vamos juntos!", escreveu.

Eliminação do Brasil

O Uruguai venceu o Brasil por 4 a 2 na disputa de pênaltis no sábado, 6, depois de ficar com 10 homens em campo no empate por 0 a 0 no Estádio Allegiant, em Las Vegas, e enfrentará a Colômbia nas semifinais da Copa América.

Com Vinicius Jr. suspenso pelo Brasil e assistindo das arquibancadas, a equipe de Dorival Jr. teve dificuldades para criar oportunidades, apesar de ter uma vantagem no final do segundo tempo, quando Nahitan Nandez, do Uruguai, foi expulso.

Na disputa de pênaltis que se seguiu, Sergio Rochet defendeu o primeiro pênalti do Brasil cobrado por Éder Militão, enquanto Douglas Luiz acertou a trave para dar ao Uruguai a vantagem.

Embora o goleiro Alisson tenha defendido as cobranças de José Maria Giménez e Gabriel Martinelli para manter o Brasil vivo, Manuel Ugarte bateu o pênalti decisivo, e o Uruguai continuou sua busca pelo 16º título consecutivo da Copa. 

*Com informações da Reuters.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade