1 evento ao vivo

Brasil faz jogo 100 em Copa para evitar pior início desde 78

Seleção decide nesta segunda-feira classificação para as oitavas em jogo que marca o "centenário" em Mundiais

23 jun 2014
06h52
atualizado às 08h21
  • separator
  • 0
  • comentários

A marca histórica de 100 jogos em Copas do Mundo terá sabor de decisão para o Brasil. Ainda sem vaga nas oitavas de final, o time comandado por Luiz Felipe Scolari entra em campo nesta segunda-feira, às 17h (de Brasília), no Estádio Mané Garrincha, com a missão de conseguir um resultado contra Camarões que não só confirme a classificação como garanta o primeiro lugar do Grupo A. O Terra acompanha minuto a minuto.

<p>Neymar se prepara para jogo decisivo e histórico: 100º da história da Seleção em Copas</p>
Neymar se prepara para jogo decisivo e histórico: 100º da história da Seleção em Copas
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

O Brasil não sabe o que é passar para as oitavas de final de uma Copa do Mundo no segundo lugar desde 1978, quando foi superado pela Áustria. Desde então, mesmo com tropeços como a derrota para a Noruega em 1998, a supremacia como cabeça-de-chave foi mantida.

Para atingir os dois objetivos, uma vitória basta desde que o México não vença a Croácia por uma diferença de dois gols a mais que o Brasil em jogo que será disputado simultaneamente no Recife. Um empate é suficiente para a vaga e uma derrota significará adeus desde que croatas e mexicanos empatem. O País não é eliminado na primeira fase desde 1966. Veja possibilidades aqui.

“Se nós tivéssemos vencido o México estaríamos mais tranquilos para esse jogo. Não nos obrigaria para um estado de ansiedade. Temos dois resultados para classificar: empate e vitória. Sempre tem dificuldades contra equipes boas, é normal. E essa ansiedade pode levar a um ou outro erro. Estamos trabalhando para que eles fiquem tranquilos, mas sabedores que precisamos de um resultado para classificar”, afirmou Felipão.

O jogo decisivo ser contra uma equipe já eliminada não tira o peso da responsabilidade para o técnico, mas provocou polêmica depois que o chefe de segurança da Fifa, Ralf Mutschke, disse que monitorava a partida por conta de possível manipulação de resultados. A entidade no dia seguinte negou a suspeita, mas provocou irritação da CBF e do técnico de Camarões.

Felipão ainda entrou em outra polêmica ao rebater com veemência o técnico holandês Louis Van Gaal, que reclamou da possibilidade de o Brasil escolher adversário por jogar depois de Chile x Holanda. O duelo decidirá as posições da chave B, que tem cruzamento duplo com o grupo brasileiro. “Só pode burro ou mal-intencionado”, disse sobre a insinuação.

De fato, o Brasil enfrentará os camaroneses ciente de quem enfrentará caso termine em primeiro ou segundo. Porém, a posição brasileira também depende da outra partida do grupo, já que os mexicanos têm os mesmos quatro pontos e podem forçar um desempate por saldo de gols, o que tira o poder do futuro dos pés dos brasileiros.

Hulk volta

Contas à parte, o Brasil entra em campo precisando convencer. Os jogos contra Croácia e México causaram críticas, mas Felipão apostará novamente no time campeão da Copa das Confederações. Recuperado de dores na coxa, Hulk volta ao time no lugar de Ramires. “Confio no time do primeiro jogo”, afirmou.

A declaração tenta principalmente proteger das críticas Paulinho e Fred, os dois jogadores que mais têm ficado abaixo das expetativas até o momento. A mesma postura foi adotada por outros companheiros, como Daniel Alves e Thiago Silva, que também responderam às críticas da imprensa pelo futebol irregular.

Preocupação com Neymar

O principal jogador da Seleção está pendurado e pode perder partidas importantes caso volte a ser advertido até as quartas de final, quando os cartões serão zerados. Estão na mesma situação de Neymar o zagueiro Thiago Silva e os volantes Ramires e Luiz Gustavo. Tanto que no último treino Felipão testou Willian, Fernandinho e Dante caso tenha segurança para poupar os pendurados da parte final do jogo.

A partida será arbitrada pelo sueco Jonas Eriksson, que tem como curiosidade ser milionário e apitar por hobby. Felipão confia no juiz. “Árbitros suecos têm uma linha de trabalho rigorosa, eficiente. Permite um certo contato, uma virilidade... Mas são sérios e corretos”, disse.

Lotação total

O jogo do Brasil levará 69.432 torcedores ao Estádio Mané Garrincha, maior público até o momento para o time de Luiz Felipe Scolari. A esperança é que a torcida enfim atue como um 12º jogador, já que até o momento pouco pressionou a Croácia em São Paulo e foi abafada pelos mexicanos em Fortaleza.

Sem Eto’o

Desclassificado, Camarões entrará em campo sem a sua principal estrela. O técnico Volker Finke praticamente descartou a presença de Samuel Eto’o e enfrenta uma crise pela fraca campanha na Copa do Mundo. Ele citou até dificuldade de mobilizar o time.

“Nós já estávamos desmobilizados por assim dizer depois de perder duas partidas, mas ninguém quer deixar uma impressão ruim. Queremos melhorar a nossa reputação. Por isso depois de ter perdido a segunda partida foi meio difícil mobilizá-los, mas o treino foi bom. Vi que os jogadores querem terminar com uma boa campanha”, disse.

Para complicar a situação de Camarões, o Brasil nunca perdeu uma partida para africanos em Copa do Mundo. Com a Seleção principal a única derrota ocorreu justamente para os camaroneses, na Copa das Confederações de 2003.

FICHA TÉCNICA
CAMARÕES X BRASIL

Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Data: 23 de junho de 2014 (segunda-feira)
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Jonas Eriksson (Suécia)
Assistentes: Mathias Klasenius e Daniel Warnmark (ambos da Suécia)

CAMARÕES: Itandje; Mbia, Nkoulou, Chedjou e Nounkeu; Matip e Makoun; Moukandjo, Choupo-Moting e Enoh; Webo. Técnico: Volker Finke

BRASIL: Júlio César; Daniel Alves, David Luiz, Thiago Silva e Marcelo; Luiz Gustavo e Paulinho; Hulk, Neymar e Oscar; Fred. Técnico: Luiz Felipe Scolari

Confira os 99 jogos do Brasil em Copas do Mundo:

Data Partida Local
14/07/1930  Iugoslávia 2 x 1 Brasil Estádio Parque Central, Montevidéu (URU)
20/07/1930  Brasil 4 x 0 Bolívia  Estádio Centenário, Montevidéu (URU)
27/05/1934  Brasil 1 x 3 Espanha   Estádio Luigi Ferraris, Gênova (ITA)
05/06/1938  Brasil 6 x 5 Polônia    Stade de La Meinau, Estrasburgo (FRA)
12/06/1938  Brasil 1 x 1 Tchecoslováquia   Parc Lescure, Bordeaux (FRA)
14/06/1938 Brasil 2 x 1 Tchecoslováquia Parc Lescure, Bordeaux (FRA)
16/06/1938 Itália 2 x 1 Brasil Stade Velódrome, Marselha (FRA)
19/06/1938 Suécia 2 x 4 Brasil Parc Lescure, Bordeaux (FRA)
24/06/1950 Brasil 4 x 0 México Maracanã, Rio de Janeiro (BRA)
28/06/1950 Brasil 2 x 2 Suíça  Pacaembu, São Paulo (BRA)
01/07/1950 Brasil 2 x 0 Iugoslávia Maracanã, Rio de Janeiro (BRA)
09/07/1950 Brasil 7 x 1 Suécia Maracanã, Rio de Janeiro (BRA)
13/07/1950 Brasil 6 x 1 Espanha Maracanã, Rio de Janeiro (BRA)
16/07/1950  Uruguai 2 x 1 Brasil Maracanã, Rio de Janeiro (BRA)
16/06/1954  Brasil 5 x 0 México Charmilles Stadium, Genebra (SUI)
19/06/1954 Brasil 1 x 1 Iugoslávia Stade Olympique de le Pontaise, Lausanne (SUI)
27/06/1954 Hungria 4 x 2 Brasil  Estádio Wandkorf, Berna (SUI)
09/06/1958 Brasil 3 x 0 Áustria   Estádio Uddevalla, Rimnersvallen (SUE)
11/06/1958 Brasil 0 x 0 Inglaterra   Estádio Ullevi, Gotemburgo (SUE)
15/06/1958 Brasil 2 x 0 União Soviética Estádio Ullevi, Gotemburgo (SUE)
19/06/1958 Brasil 1 x 0 País de Gales   Estádio Ullevi, Gotemburgo (SUE)
24/06/1958 Brasil 5 x 2 França   Estádio Rasunda, Estocolmo (SUE)
29/06/1958 Brasil 5 x 2 Suécia Estádio Rasunda, Estocolmo (SUE)
30/05/1962 Brasil 2 x 0 México Estádio Sausalito, Viña del Mar (CHI)
02/06/1962 Brasil 0 x 0 Tchecoslováquia Estádio Sausalito, Viña del Mar (CHI)
06/06/1962  Brasil 2 x 1 Espanha Estádio Sausalito, Viña del Mar (CHI)
10/06/1962 Brasil 3 x 1 Inglaterra Estádio Sausalito, Viña del Mar (CHI)
13/06/1962 Brasil 4 x 2 Chile Estádio Nacional do Chile, Santiago (CHI)
17/06/1962  Brasil 3 x 1 Tchecoslováquia  Estádio Nacional do Chile, Santiago (CHI)
12/07/1966 Brasil 2 x 0 Bulgária Goodison Park, Liverpool (ING)
15/07/1966 Hungria 3 x 1 Brasil Goodison Park, Liverpool (ING)
19/07/1966 Portugal 3 x 1 Brasil  Goodison Park, Liverpool (ING)
03/06/1970 Brasil 4 x 1 Tchecoslováquia    Estádio Jalisco, Guadalajara (MEX)
07/06/1970 Brasil 1 x 0 Inglaterra Estádio Jalisco, Guadalajara (MEX)
10/06/1970  Brasil 3 x 2 Romênia   Estádio Jalisco, Guadalajara (MEX)
14/06/1970 Brasil 4 x 2 Peru  Estádio Jalisco, Guadalajara (MEX)
17/06/1970 Brasil 3 x 1 Uruguai Estádio Jalisco, Guadalajara (MEX)
21/06/1970 Brasil 4 x 1 Itália Estádio Azteca, Cidade do México (MEX)
13/06/1974 Brasil 0 x 0 Iugoslávia  Waldstadion, Frankfurt (ALE)
18/06/1974 Brasil 0 x 0 Escócia   Waldstadion, Frankfurt (ALE)
22/06/1974 Brasil 3 x 0 Zaire  Parkstadion, Gelsenkirchen (ALE)
26/06/1974 Brasil 1 x 0 Alemanha Ocidental Niedersachsenstadion, Hannover (ALE)
30/06/1974 Argentina 1 x 2 Brasil Niedersachsenstadion, Hannover (ALE)
03/07/1974 Holanda 2 x 0 Brasil Westfalenstadion, Dortmund (ALE)
06/07/1974 Brasil 0 x 1 Polônia  Olympiastadion, Munique (ALE)
03/06/1978 Brasil 0 x 0 Suécia  Estádio José María Minella, Mar del Plata (ARG)
07/06/1978 Brasil 0 x 0 Espanha Estádio José María Minella, Mar del Plata (ARG)
11/06/1978 Brasil 1 x 0 Áustria  Estádio José María Minella, Mar del Plata (ARG)
14/06/1978 Brasil 3 x 0 Peru  Estádio Ciudad de Mendoza, Mendoza (ARG)
18/06/1978 Argentina 0 x 0 Brasil  Estádio Ciudad de Mendoza, Mendoza (ARG)
21/06/1978  Brasil 3 x 1 Polônia   Estádio Ciudad de Mendoza, Mendoza (ARG)
24/06/1978 Brasil 2 x 1 Itália Estádio Monumental de Núñez, Buenos Aires (ARG)
14/06/1982 Brasil 2 x 1 União Soviética Estádio Ramón Sánchez Pizjuán, Sevilha (ESP)
18/06/1982 Brasil 4 x 1 Escócia Estádio Benito Villamarín, Sevilha (ESP)
23/06/1982 Brasil 4 x 0 Nova Zelândia Estádio Benito Villamarín, Sevilha (ESP)
02/07/1982 Argentina 1 x 3 Brasil  Estádio Sarriá, Barcelona (ESP)
05/07/1982 Itália 3 x 2 Brasil   Estádio Sarriá, Barcelona (ESP)
01/06/1986 Brasil 1 x 0 Espanha Estádio Jalisco, Guadalajara (MEX)
06/06/1986 Brasil 1 x 0 Argélia Estádio Jalisco, Guadalajara (MEX)
12/06/1986 Brasil 3 x 0 Irlanda do Norte Estádio Jalisco, Guadalajara (MEX)
16/06/1986  Brasil 4 x 0 Polônia Estádio Jalisco, Guadalajara (MEX)
21/06/1986 Brasil 1 (3) x (4) 1 França Estádio Jalisco, Guadalajara (MEX)
10/06/1990 Brasil 2 x 1 Suécia Estádio Delle Alpi, Turim (ITA)
16/06/1990 Brasil 1 x 0 Costa Rica  Estádio Delle Alpi, Turim (ITA)
20/06/1990 Brasil 1 x 0 Escócia  Estádio Delle Alpi, Turim (ITA)
24/06/1990 Argentina 1 x 0 Brasil Estádio Delle Alpi, Turim (ITA)
20/06/1994 Brasil 2 x 0 Rússia  Stanford Stadium, Palo Alto (EUA)
24/06/1994 Brasil 3 x 0 Camarões  Stanford Stadium, Palo Alto (EUA)
28/06/1994 Brasil 1 x 1 Suécia  Pontiac Silverdome, Michigan (EUA)
04/07/1994 Brasil 1 x 0 EUA Stanford Stadium, Palo Alto (EUA)
09/07/1994 Holanda 2 x 3 Brasil Cotton Bowl, Dallas (EUA)
13/07/1994 Brasil 1 x 0 Suécia Rose Bowl, Pasadena (EUA)
17/07/1994 Brasil 0 (3) x (2) 0 Itália  Rose Bowl, Pasadena (EUA)
10/06/1998 Brasil 2 x 1 Escócia   Stade de France, Saint-Denis (FRA)
16/06/1998 Brasil 3 x 0 Marrocos  Stade de la Beaujoire, Nantes (FRA)
23/06/1998 Brasil 1 x 2 Noruega  Stade Vélodrome, Marselha (FRA)
27/06/1998 Brasil 4 x 1 Chile Parc des Princes, Paris (FRA)
03/07/1998 Brasil 3 x 2 Dinamarca Stade de la Beaujoire, Nantes (FRA)
07/07/1998 Brasil 1 (4) x (2) Holanda Stade Vélodrome, Marselha (FRA)
12/07/1998 Brasil 0 x 3 França  Stade de France, Saint-Denis (FRA)
03/06/2002 Brasil 2 x 1 Turquia  Munsu Cup Stadium, Ulsan (COR)
08/06/2002 Brasil 4 x 0 China Jeju World Cup Stadium, Seogwipo (COR)
13/06/2002 Costa Rica 2 x 5 Brasil Suwon World Cup Stadium, Suwon (COR)
17/06/2002 Brasil 2 x 0 Bélgica Estádio Kobe Wing, Kobe (JAP)
21/06/2002 Inglaterra 1 x 2 Brasil Estádio Shizuoka Ecopa, Fukuroi (JAP)
26/06/2002 Brasil 1 x 0 Turquia Estádio Saitama 2002, Saitama (JAP)
30/06/2002 Alemanha 0 x 2 Brasil Estádio Internacional de Yokohama, Yokohama (JAP)
13/06/2006 Brasil 1 x 0 Croácia Olympiastadion, Berlim (ALE)
18/06/2006 Brasil 2 x 0 Austrália Allianz Arena, Munique (ALE)
22/06/2006 Japão 1 x 4 Brasil  Westfalenstadion, Dortmund (ALE)
27/06/2006 Brasil 3 x 0 Gana Westfalenstadion, Dortmund (ALE)
01/07/2006 Brasil 0 x 1 França Waldstadion, Frankfurt (ALE)
15/06/2010 Brasil 2 x 1 Coreia do Norte Ellis Park Stadium, Johannesburgo (AFS)
20/06/2010 Brasil 3 x 1 Costa do Marfim Soccer City, Johannesburgo (AFS) 
25/06/2010 Portugal 0 x 0 Brasil Moses Mabhida Stadium, Durban (AFS)
28/06/2010 Brasil 3 x 0 Chile Ellis Park Stadium, Johannesburgo (AFS) 
02/07/2010 Holanda 2 x 1 Brasil Nelson Mandela Bay Stadium, Port Elizabeth (AFS)
12/06/2014  Brasil 3 x 1 Croácia Arena Corinthians, São Paulo (BRA)
17/06/2014 Brasil 0 x 0 México  Arena Castelão, Fortaleza (BRA)

SERVIÇO

A Fifa recomenda aos torcedores que cheguem cedo ao estádio. Para isso, algum planejamento será necessário. As ruas do entorno do estádio estarão bloqueadas pela Fifa, que restringirá ao máximo a circulação de veículos. Veja como chegar ao estádio

TEMPO

A previsão para a tarde de segunda-feira em Brasília é de Sol com poucas nuvens. Saiba mais sobre o tempo em Brasília aqui. 

TRÂNSITO

A recomendação do Comitê Organizador Local é que o torcedor vá de transporte público, mas caso você torcedor resolva ir de carro ou ônibus, acompanhe aqui as informações do trânsito em tempo real.

SAIBA QUAIS ITENS SÂO PROIBIDOS DE LEVAR AO ESTÁDIO

O torcedor que vai ao Castelão deve ficar atento aos itens que são proibidos nos estádios durante as partidas da Copa do Mundo de 2014. São eles:

- armas de qualquer tipo ou objetos que possibilitem a prática de violência;
- qualquer coisa que possa ser usada como arma ou para cortar, apunhalar ou esfaquear, ou como um projétil, especialmente guarda-chuvas longos ou guarda-sóis e outros objetos similares;
- garrafas, copos (exceto copos de plástico), jarras, latas ou qualquer outra forma de recipiente fechado, de qualquer tipo, que possa ser atirado e causar lesões, bem como outros objetos feitos de vidro ou qualquer outro material frágil, estilhaçável ou especialmente duro, embalagens Tetrapak ou caixas térmicas duras;
- fogos de artifício, sinalizadores, bombas e outros artifícios de fumaça e outros engenhos pirotécnicos ou dispositivos que produzam efeitos similares;
- líquidos de qualquer tipo (inclusive bebidas alcoólicas ou não), exceto se adquiridos dentro do Estádio, em copos de plástico, e em conformidade com os procedimentos de segurança aplicáveis aos Eventos;
- alimentos de qualquer tipo, exceto se adquiridos dentro do Estádio ou se forem alimentos especiais para diabéticos;
- narcóticos ou estimulantes;
- materiais relativos a causas ofensivas, racistas ou xenófobas, tema de caridade ou ideológico, incluindo mas não se limitando a cartazes, bandeiras, sinais, símbolos e folhetos, objetos ou roupas, que possam interferir com o aproveitamento do Evento por outros espectadores, tirar o foco desportivo do Evento ou que estimulem qualquer forma de discriminação;
- mastros de bandeiras ou de cartazes de qualquer tipo. Apenas mastros de plástico flexíveis e os chamados mastros duplos que não excedam 1 metro de comprimento e 1 cm de diâmetro e que não sejam feitos de material inflamável são permitidos;
- cartazes ou bandeiras maiores do que 2m x 1m50. Bandeiras e cartazes menores são permitidos, desde que sejam feitos de material considerado pouco inflamável, cumpram as regras e padrões nacionais e não sejam de outra forma proibidos nos termos deste Código de Conduta no Estádio;
- quaisquer tipos de animais, exceto os cães guia. Neste caso, o Visitante do Estádio que pretenda entrar no Estádio acompanhado de um cão guia dentro, deverá apresentar os documentos brasileiros originais, ou cópia autenticada dos mesmos, que (i) comprovem sua deficiência visual; e (ii) comprovem a qualificação do cão como cão guia, nos parâmetros estabelecidos pelas normas aplicáveis.
- quaisquer materiais promocionais ou comerciais, incluindo mas não se limitando a cartazes, bandeiras, sinais, símbolos e folhetos ou qualquer tipo de objeto, material ou roupa promocional ou comercial;
- bolas infláveis, tigelas e projéteis, independente do tamanho;
- latas de spray de gás, substâncias corrosivas, inflamáveis, tintas ou receptáculos contendo substâncias que são prejudiciais à saúde ou altamente inflamáveis. Isqueiros comuns de bolso para cigarros são permitidos;
- objetos volumosos tais como escadas, bancos, cadeiras dobráveis, caixas, recipientes de papelão, sacolas grandes, mochilas, malas e bolsas esportivas. “Volumoso” significa quaisquer objetos que sejam maiores do que 25cmx25cmx25cm e que não possam ser guardados embaixo dos assentos no Estádio;
- grandes quantidades de papel e/ou rolos de papel;
- instrumentos que produzam volume excessivo de barulho, tais como megafones, sirenes ou buzinas a gás;
- qualquer instrumento musical, independente do tamanho, inclusive vuvuzelas; - instrumentos que emitam raios laser, apontadores a laser ou instrumentos similares; - grandes quantidades de pó, farinha e substâncias similares;
- câmeras (exceto para uso privado e, neste caso, com apenas um conjunto de pilhas sobressalentes ou recarregáveis), quaisquer tipos de câmeras de vídeo ou outros equipamentos de gravação de som e vídeo;
- computadores pessoais e outros dispositivos (incluindo, por exemplo, laptops ou PC tablets) usados para os fins de transmissão ou disseminação de sons, imagens, descrições ou resultados dos eventos pela internet ou outros meios; e
- outros objetos que comprometam a segurança pública e/ou prejudiquem a reputação do Evento, conforme avaliação ao exclusivo critério das Autoridades da Copa do Mundo da Fifa

Veja os gols em 3D da Copa Veja os gols em 3D da Copa

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade