PUBLICIDADE
Logo do Seleção Brasileira

Seleção Brasileira

Favoritar Time

Arthur Elias fala em "gols evitáveis" na derrota para o Japão e Tamires analisa desempenho da Seleção feminina

3 dez 2023 - 18h02
Compartilhar
Exibir comentários

Na manhã deste domingo, em seu segundo amistoso disputado nessa data Fifa, a Seleção Braileira feminina foi derrotada pelo Japão, por 2 a 0, no Morumbi. Após o revés, o técnico Arthur Elias valorizou a pressão alta brasileira e afirmou que os gols sofridos aconteceram em duas falhas.

Foto: Nayra Halm / Staff Images Woman / CBF / Gazeta Esportiva

"Marcamos uma equipe que é muito difícil de marcar. Junto com a Espanha, talvez seja a equipe que mais consegue envolver o adversário com a posse. Tivemos uma marcação agressiva e encorajada. Poucos times fazem isso. Isso é uma mentalidade que eu quero ter, um jogo de posição que quero implementar. O Brasil conseguiu enfrentar o Japão e ganhar na posse de bola, no número de finalizações, mas é o futebol. Tivemos duas falhas complicadas em que tomamos os gols. Dois gols muito evitáveis, e outras boas chances que também não convertemos", disse o treinador.

O comandante da Seleção feminina também comentou sobre a mudança de sistema e de escalação com relação ao primeiro amistoso, em que o Brasil bateu o Japão por 4 a 3, na última quinta-feira, na Neo Química Arena.

"São experiências que a gente está fazendo. Temos que dar oportunidade para as jogadoras. Hoje tínhamos um plano de ter mais velocidade para explorar o fundo de campo, e a Geyse é muito mais rápida que a Gabi Nunes, por exemplo. O plano também incluía uma pressão alta muito forte, e a Geyse suporta fazer essa pressão. No meio-campo existe uma concorrência, elas precisam ter oportunidades de jogar e precisamos testá-las em alto nível, como foi contra a seleção japonesa", destacou Arthur.

A lateral esquerda Tamires também avaliou o revés contra o Japão. A defensora entrou em campo no lugar de Gabi Portilho já no segundo tempo.

"É importante a gente sofrer agora em um amistoso, para não sofrer no futuro em competições oficiais. Isso faz parte do processo, mas a gente tem que acreditar na nossa força, acreditar no elenco como um todo. Não foi nosso melhor jogo, mas acho que temos muitos aspectos para tirar de positivo e aqueles que não foram positivos, vamos melhorar para próximas oportunidades", declarou a camisa 6.

Arthur Elias quer melhora na Seleção e projeta jogo contra Nicarágua

Arthur Elias ainda comentou que a Seleção possui diversos pontos que precisam ser melhorados. "Temos muito o que melhorar, mas a questão mental é uma delas. A concentração, a entrega para a Seleção Brasileira. Eu vou organizar a equipe, não tenho dúvidas".

Por fim, o treinador ainda projetou o último duelo contra a Nicarágua. Este será o último compromisso da Seleção feminina nesta data Fifa. A partida acontece nesta quarta-feira, às 18 horas (de Brasília), na Fonte Luminosa, em Araraquara.

"Temos tudo para fazer um jogo de imposição contra a Nicarágua. Fazer gols, trazer confiança para as jogadoras e diminuir os erros defensivos também. Acho que esse é o processo. É importante chegar lá na frente com um repertório vasto de sistemas, sendo justo com as jogadoras", concluiu Elias.

O confronto deste domingo contra o Japão foi o quarto no comando da Seleção. Com a Canarinho, o técnico acumula duas vitórias e duas derrotas.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Compartilhar
Publicidade
Publicidade