PUBLICIDADE

Brasil encerra campanha histórica no Mundial de Tênis de Mesa

Brasileiras caíram para a Coreia do Sul, time da casa

21 fev 2024 - 14h59
(atualizado às 16h34)
Compartilhar
Exibir comentários

Após uma campanha histórica, o Brasil se despediu do Mundial de Tênis de Mesa de Busan, nesta quarta-feira (21), na Coreia do Sul. A equipe brasileira caiu para as donas da casa, quinta melhor equipe do mundo, pelo placar de 3 a 1. Nunca antes a Seleção feminina havia passado da primeira fase do torneio.

Foto: Lance!

O primeiro duelo começou com Bruna Takahashi vencendo Shin Yubin por 3 a 2 (parciais de 7/11, 11/7, 11/9, 6/11 e 11/8). Em seguida, a sua irmã, Giulia, perdeu para Jeon Jihee, por 3 a 0 (11/9, 11/7 e 11/2). E Bruna Alexandre também não levou a melhor em cima de Lee Zion, foi derrotada em sets diretos (11/5, 11/8 e 11/4).

Takahashi, que conquistou o primeiro confronto, ao final da partida entre equipes, enfrentou Jeon e também foi derrotada por 3 a 0 (parciais: 11/7, 11/1 e 11/3).

A campanha do Brasil na competição fez o presidente da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM), Alaor Azevedo, rasgar elogios as jogadoras brasileiras.

— Estou extremamente orgulhoso com a participação do Brasil neste Mundial — no caso do feminino, a melhor da História. Mas não somente a classificação histórica, mas a forma guerreira e corajosa da equipe. Enfrentou de igual para igual a poderosa equipe da Coreia, produziu uma virada fantástica contra Luxemburgo, além de também bater Hungria, uma das potências da Europa — disse.

Na elite do tênis de mesa desde 2016, a modalidade feminina brasileira mostrou novamente o avanço obtido na última década. Em 2018, o Brasil foi dominado por Luxemburgo, país que este ano venceu na fase de grupos. Ainda na fase inicial, a Seleção também superou Hungria, Irã e África do Sul.

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Publicidade