0
Logo do BOA EC
Foto: Antonio Cicero/FramePhoto / Gazeta Press

BOA EC

Compactado, Tricolor vence o Boa em jogo-treino com golaço de Bruno

26 jan 2016
12h12
  • separator
  • comentários

O São Paulo derrotou nesta terça-feira o Boa Esporte-MG por 1 a 0, em jogo-treino disputado no estádio do Pacaembu. A equipe fez um jogo irregular e chegou a sofrer com a pressão dos mineiros no primeiro tempo da partida. O desempenho dos tricolores só foi melhorar na etapa complementar, quando Bruno anotou o único gol do confronto. Por mais que não tenha demonstrado satisfação com a apresentação dos comandados, a vitória foi um presente para o técnico Edgardo Bauza, que comemora 58 anos nessa terça.

O Pacaembu foi escolhido como sede do jogo-treino para ambientar o elenco à casa do São Paulo nesse início de temporada. O estádio do Morumbi passa por reformas e só será liberado para o clássico contra o Palmeiras, no dia 16 de março, em partida válida pelo Campeonato Paulista. O Tricolor fará sete jogos no Pacaembu caso avance à fase de grupos da Copa Libertadores.

Bauza iniciou o jogo-treino com o mesmo time que começou o amistoso contra o Cerro Porteño, na última quarta-feira. Armada no 4-2-3-1, a equipe titular disputou o primeiro tempo de 40 minutos e iniciou a etapa complementar com Denis; Bruno, Rodrigo Caio, Breno e Mena; Hudson e Thiago Mendes; Michel Bastos, Ganso e Centurión; Alan Kardec.

Os tricolores atenderam Bauza novamente e priorizaram a compactação defensiva na etapa inicial. Em determinado momento do jogo, uma linha de cinco jogadores foi formada em frente à área para proteger a meta de Denis. Apesar da preocupação com a retaguarda, o Boa Esporte criou as melhores chances do primeiro tempo. Duas surgiram em erros de cobertura do chileno Mena na lateral esquerda, enquanto a melhor delas ocorreu após troca de passes dentro da área. O atacante do Boa recebeu o passe rasteiro da direita, ganhou de Rodrigo Caio na corrida e, embaixo da trave, concluiu para fora.

Já o São Paulo teve dois gols anulados por impedimento, sendo um de Alan Kardec e outro de Rodrigo Caio. A equipe conseguiu concluir outras duas vezes, em jogadas pela linha de fundo protagonizadas por Kardec e Centurión, mas o goleiro defendeu sem dificuldades. Ao longo da etapa inicial, Bauza trocou Michel Bastos e Centurión de lado e pediu para que jogadores de defesa se apresentassem ao ataque. O principal ponto negativo foi a apatia de Ganso durante toda a partida.

Bauza começou o segundo tempo com os mesmos titulares, mas inverteu novamente o lado de Michel Bastos e Centurión. Logo no início da etapa, o lateral Bruno fez uma bela jogada individual, driblou os marcadores do Boa e tocou na saída do goleiro para anotar um golaço para o São Paulo. O Tricolor quase chegou ao segundo em cobrança de falta próxima à meia-lua da área. Alan Kardec bateu com categoria e acertou o travessão.

A fim de testar os reservas, Bauza deu início às alterações e sacou Mena e Hudson para Carlinhos e Wesley irem ao gramado. Rogério e Kieza também foram a campo nos lugares de Ganso e Kardec, assim como Lucão e Reinaldo substituíram Breno e Centurión. Após as mudanças, Rogério criou a melhor chance para o São Paulo e teve chute colocado defendido pelo goleiro. Ao todo foram 35 minutos jogados pelas equipes no segundo tempo.

O São Paulo volta a trabalhar nessa quarta-feira de manhã, no CCT da Barra Funda, para dar sequência à preparação para a estreia no Campeonato Paulista. O time enfrentará o Red Bull Brasil, no sábado, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. O foco, no entanto, está voltado para o primeiro compromisso na Libertadores. O Tricolor encara os peruanos do César Vallejo, no dia 3 de fevereiro, na cidade de Trujillo.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade