PUBLICIDADE
Logo do

Seleção Belga

Meu time

'Eles não sabiam o que fazer', diz De Bruyne sobre Brasil

Eleito o melhor jogador da partida, belga celebrou comemoração e elogiou tática dos europeus

6 jul 2018 20h22
| atualizado às 21h00
ver comentários
Publicidade

A Bélgica eliminou a Seleção Brasileira e garantiu vaga na semifinal da Copa do Mundo. Eleito melhor jogador da partida desta sexta (6), o meio-campista Kevin De Bruyne teve participação importante na classificação belga, uma vez que marcou o segundo gol de seu país na vitória por 2 a 1.

Após a partida, em entrevista coletiva, o jogador do Manchester City valorizou a atuação tática da equipe e revelou que sentiu o adversário perdido com as mudanças de Roberto Martínez, treinador da Bélgica.

"Penso que fomos bem taticamente. Romelu (Lukaku) e Eden (Hazard) mudaram posições, tentaram criar muitas oportunidades. Acredito que jogamos muito bem no primeiro tempo, criamos oportunidades, e eles não sabiam o que fazer. Eles mudaram no segundo tempo, foram melhores, mas conseguimos criar chances. Após o 2 a 1, fizemos de tudo para vencer. Foi um teste para nossa personalidade", disse o atleta.

De Bruyne chuta e marca mais um para a Bélgica: 2 a 0 em Kazan
De Bruyne chuta e marca mais um para a Bélgica: 2 a 0 em Kazan
Foto: John Sibley / Reuters

Em relação ao time que ganhou de virada do Japão, Martínez fez duas substituições. Na ala esquerda, tirou Carrasco e colocou Chadli. Já no meio-campo, tirou Mertens e colocou Fellaini, visando reforçar a marcação no setor. Com isso, De Bruyne atuou mais adiantado.

"Tenho que fazer o possível para vencer o jogo, não importa onde. Tento contribuir de todas as maneiras possíveis. Faço meu papel. Tenho que deixar os jogadores relaxados. Podemos jogar bom futebol. Às vezes, ainda somos muito rápidos, mas tento cadenciar o time. Serei o primeiro a lutar até o fim. Espero que meus colegas possam ver minha reação, que deixo tudo no campo", declarou De Bruyne.

Por fim, o atleta exaltou a campanha belga e já projetou o embate contra os franceses. "Alcançamos algo muito bonito. Não é fácil. Você tem dez, 15 times capazes de vencer. Vamos tentar ganhar da França. Estamos entre os quatro e estamos felizes por isso, mas estando tão perto, queremos ir à final, o jogo que todo mundo vai estar olhando. É uma chance única na vida, vamos fazer de tudo para deixar uma última imagem positiva da Bélgica e vencer a partida", finalizou o belga.

Bélgica e França fazem a primeira semifinal do Mundial nesta terça-feira, às 15 horas (de Brasília), em São Petersburgo.

Veja também:

Fliperamas e games dos anos 80 formam o acervo de museu em Moscou:

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade