2 eventos ao vivo

Iluminada! Flamenguista no Pan destaca sorte com 10 de Zico

Olivinha, que no NBB atua pelo Flamengo, teve que escolher numeração diferente da que atua normalmente e recorreu à camisa 10 de Zico

21 jul 2015
17h50
atualizado em 22/7/2015 às 14h35
  • separator
  • comentários

Acostumado desde o início da carreira a carregar a camisa 16 nas costas, o jogador Olivinha, que no Brasil atua pelo Flamengo, teve que escolher outro número para disputar o basquete com a Seleção Brasileira nos Jogos Pan-Americanos de 2015. Em Toronto, o atleta escolheu a número 10 por causa do ídolo Zico e não se arrependeu: a camisa mostrou-se iluminada.

“Pô, deu sorte, hein. O número 10 aqui ajudou bastante. A gente conseguiu sair com uma grande vitória, hoje pude ajudar meus companheiros. Esse número aqui me inspirou bastante, a 10 do Zico me ajudou muito”, disse o atleta, após vitória na estreia por 92 a 59 sobre Porto Rico, atual campeão pan-americano.

Olivinha teve bom desempenho com a camisa 10 do Barcelona
Olivinha teve bom desempenho com a camisa 10 do Barcelona
Foto: Gaspar Nóbrega/Inovafoto/Bradesco / Divulgação

Em quadra durante pouco mais de 17 minutos, Olivinha foi o quarto maior pontuador brasileiro do confronto, com nove pontos. O ala-pivô teve sucesso em todas suas tentativas de cesta, talvez inspirado em faltas cobradas por Zico no Flamengo. Mesmo com a sorte com a nova numeração, o atleta sabe que só poderá ficar com ela no atual torneio.

“É só para essa competição. O número 10 da Seleção é o Alex. Nesta competição ele não está, a 10 estava dando sopa, acabei que eu peguei e está me ajudando. Me senti muito bem com ela”, contou o bem-humorado Olivinha.

O jogador, carioca da gema, começou a carreira no próprio Flamengo, mas rodou por outras equipes. Desde 2012, contudo, voltou para o time que o revelou ao basquete, no qual se sente em casa. 

Magnano diz que indefinição sobre basquete em 2016 atrapalha
Fonte: Terra
  • separator
  • comentários
publicidade