1 evento ao vivo
NBA

"Greve" da NBA já é a segunda maior da história da liga

27 out 2011
12h31
atualizado às 14h22

A paralisação da NBA, que começou em julho de 2011, já é a segunda maior das quatro registradas na história da liga profissional americana, apesar de uma delas ter durado apenas algumas horas. A "greve" mais longa durou seis meses e aconteceu na temporada 1998/1999.

Os jogadores e os donos das equipes não alcançaram um acordo até o dia 6 de janeiro de 1999 e a temporada começou no dia 5 de fevereiro, reduzindo o calendário da Liga a 50 das 82 partidos previstas antes da fase final.

O Jogo das Estrelas da NBA foi cancelado e Michael Jordan, que não considerava o convênio válido para os jogadores, anunciou sua segunda saída. O San Antonio Spurs foi campeão da temporada mais atípica na história da NBA.

A primeira "greve" da liga profissional de basquete aconteceu na temporada 1995/1996 e se prolongou do dia 1º de julho ao dia 12 de setembro de 1995, quando proprietários e jogadores chegaram a um acordo que permitiu abrir as quadras no dia 18 de setembro.

Embora grande parte da pré-temporada tenha sido cancelada, a competição começou na data prevista, dia 3 de novembro. Durante mais de um mês as partidas foram disputadas sem árbitros profissionais, já que o acordo foi firmado em dezembro.

Na negociação do convênio coletivo para a temporada seguinte (1996/1997), os proprietários impuseram uma paralisação no dia 9 de julho de 1996, mas não passou de simbólico porque duas horas depois definiram um acordo com os jogadores.

Além da "greve" da NBA, o esporte americano viveu este ano a paralisação da NFL, a liga profissional de futebol americano, que ficou inativa do dia 11 de março ao dia 25 de julho, atrapalhando o período de treinos da pré-temporada.

Com o impasse do lockout da NBA, alguns jogadores já começam a imaginar atividades diferentes para esta temporada. Pensando nisso, o site da NFL listou alguns jogadores da NBA que teriam chance em uma de suas franquias. Um dos citados foi o astro do Miami Heat Lebron James, que, com sua capacidade atlética, poderia ser um excelente tight end para o Dallas Cowboys, e ainda dividiria com o quarterback Tony Romo a fama de amarelar em momentos decisivos
Com o impasse do lockout da NBA, alguns jogadores já começam a imaginar atividades diferentes para esta temporada. Pensando nisso, o site da NFL listou alguns jogadores da NBA que teriam chance em uma de suas franquias. Um dos citados foi o astro do Miami Heat Lebron James, que, com sua capacidade atlética, poderia ser um excelente tight end para o Dallas Cowboys, e ainda dividiria com o quarterback Tony Romo a fama de amarelar em momentos decisivos
Foto: Getty Images
EFE   

compartilhe

publicidade