5 eventos ao vivo

Com Marquinhos eleito melhor da temporada, NBB premia destaques

14 jun 2018
08h53
  • separator
  • comentários

Findada a temporada e com o Paulistano dono da taça, o Novo Basquete Brasil premiou na última quarta-feira, em cerimônia realizada em São Paulo, os destaques individuais da competição. Entre os principais vencedores, quem saiu com as mãos mais cheias foi o ala do Flamengo, Marquinhos, que recebeu três prêmios, sendo um deles, inclusive, o mais desejado da premiação: o de MVP.

O troféu de melhor jogador da temporada, entretanto, não é inédito na carreira do ala Rubro-Negro. Pelo contrário, Marquinhos é quem mais vezes venceu o prêmio na história da competição. A noite ficou ainda mais completa com o Troféu Oscar Schimdt, de cestinha do NBB, e a eleição para o quinteto ideal do campeonato nacional.

"Fico feliz demais por esse prêmio. De dez edições do NBB, joguei nove, e fui três vezes MVP. Essa temporada foi muito especial para mim, pois ano passado sofremos (Flamengo) uma eliminação precoce,que frustrou todos. Foquei, neste temporada, para melhorar aspectos do meu jogo e estou feliz com o resultado. É uma premiação muito gratificante, pois coroa tudo que fiz durante todo o campeonato", disse Marquinhos.

Campeão e novo treinador do Flamengo, Gustavo de Conti foi pela terceira vez eleito o Melhor Treinador da temporada com o troféu Ary Vidal. Vencedor deste prêmio em 2014 e também no ano passado, o ex-treinador do Paulistano se tornou o maior vencedor desta categoria.

O time ideal da temporada ainda contou com o segundo mais votado para o prêmio de MVP, Rafael Hettsheimeir, do Bauru. Além da dupla, Tyrone (Mogi das Cruzes), Cauê Borges (Caxias) e Elinho, do campeão Paulistano, completam a formação ideal.

O prêmio destinado a grande promessa ficou com o ala/pivô Gabriel Jaú, do Bauru. Aos 19 anos, o jovem se junta a atletas como Raulzinho, Vitor Benite e Ricardo Fischer, que também ergueram o troféu de Destaque Jovem, destinado ao melhor sub-21. A eleição de jogador que mais evoluiu ficou nas mãos de Wesley, do Minas Tênis Clube, enquanto a de Melhor Sexto Homem deu o troféu a Deryk Ramos.

Confira todas as premiações do NBB: 

MVP (Jogador Mais Valioso): Marquinhos (Flamengo)

Melhor Armador: Elinho (Paulistano/Corpore)

Melhores Alas: Cauê Borges (Banrisul/Caxias Basquete) e Marquinhos (Flamengo)

Melhores Pivôs: Tyrone (Mogi das Cruzes/Helbor) e Hettsheimeir (Sendi/Bauru Basket)

Melhor Técnico (Troféu Ary Vidal): Gustavo De Conti (Paulistano/Corpore)

Melhor Estrangeiro: Tyrone (Mogi das Cruzes/Helbor)

Destaque Jovem: Gabriel Jaú (Sendi/Bauru Basket)

Melhor Sexto Homem: Deryk Ramos (Paulistano/Corpore)

Jogador que Mais Evoluiu: Wesley (Minas Tênis Clube)

Melhor Defensor: Jimmy (Mogi das Cruzes/Helbor)

Cestinha (Troféu Oscar Schimdt): Marquinhos (Flamengo) - média de 17,9 pontos por jogo

Líder em rebotes: Leozão (Solar Cearense) - média de 8,7 por jogo

Líder em assistências: Gegê (Minas Tênis Clube) - média de 7,0 por jogo

Melhor ataque: Paulistano/Corpore - média de 84,0 pontos por jogo

Melhor defesa: Sesi Franca Basquete - média de 71,5 pontos sofridos por jogo

Equipe Fair Play: Vasco da Gama

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade