PUBLICIDADE

Banido do tênis pra sempre, Feijão quase foi herói na Davis

João Souza, conhecido como Feijão, tem no currículo o jogo de tênis mais demorado da história da Copa Davis

25 jan 2020 - 12h07
(atualizado às 14h58)
Compartilhar
Exibir comentários

Em 2015, Feijão fez um duelo de quase sete horas de duração contra o argentino Leonardo Mayer pela Copa Davis, em Buenos Aires. Depois de perder os dois primeiros sets, ele empatou o jogo e só foi derrotado por 15/13. Uma vitória classificaria o Brasil para a próxima fase do torneio entre países.

João Souza, o Feijão, foi banido do esporte por manipular resultados
João Souza, o Feijão, foi banido do esporte por manipular resultados
Foto: Reprodução Instagram

O jogo épico parecia mostrar que finalmente o tenista de Mogi das Cruzes desencantaria na profissão. Mas a profecia não se cumpriu. Feijão logo caiu no ranking e voltou a disputar torneios de menor expressão.

Em um desses torneios foi investigado por manipular resultados e ficou suspenso por nove meses. Nesse sábado, saiu a decisão da Unidade de Integridade do Tênis: João Souza foi considerado culpado por manipular jogos e acabou banido do esporte.

Feijão trocou o suor das quadras pela máfia de apostas que toma conta de vários esportes. Deixa o tênis pela porta dos fundos. O esportista, que fora das quadras defende pena de morte para bandidos, sai de cena condenado por corrupção.

Paradinha Esportiva Paradinha Esportiva
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade