2 eventos ao vivo

Rowland e De Vries lideram treinos livres no começo da maratona de Berlim da FE

A Fórmula E abriu os trabalhos no Tempelhof com dois treinos livres. Oliver Rowland liderou o TL1 e Nyck de Vries fez o mesmo no TL2, com tempos mais representativos. Lucas Di Grassi foi o melhor brasileiro, sendo o oitavo mais rápido do dia até aqui

5 ago 2020
07h16
atualizado às 07h52
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Nyck de Vries fez o tempo mais rápido do dia até aqui no Tempelhof
Nyck de Vries fez o tempo mais rápido do dia até aqui no Tempelhof
Foto: Reprodução/Twitter / Grande Prêmio

A Fórmula E está oficialmente de volta. A categoria, sem corridas desde o fim de fevereiro, realizou dois treinos livres na manhã desta quarta-feira (5), abrindo os trabalhos para o primeiro dos seis ePs de Berlim que encerram a temporada 2019/20. Nas atividades, Oliver Rowland e Nyck de Vries foram líderes respectivamente do TL1 e do TL2.

As sessões ajudaram a confirmar expectativas de um grid muito parelho na retomada da FE. Rowland, por exemplo, caiu para 12° no TL2, que teve tempos mais rápidos após uma simulação de classificação.

De Vries teve o tempo mais rápido de todos, com 1min06s846. Só o holandês e António Félix da Costa, segundo melhor no TL2, andaram abaixo de 1min07s. Maximilian Günther, Jérôme D'Ambrosio e Sébastien Buemi fecharam o top-5.

Nyck de Vries fez o tempo mais rápido do dia até aqui no Tempelhof
Nyck de Vries fez o tempo mais rápido do dia até aqui no Tempelhof
Foto: Reprodução/Twitter / Grande Prêmio

Para os brasileiros, pouco destaque. Lucas Di Grassi cumpriu expectativas ao anotar o oitavo melhor tempo do dia até aqui, mas ainda com distância significativa para as primeiras posições. Felipe Massa até viu a Venturi brilhar em alguns momentos, mas foi 13° no fim da contas. Pedreira mesmo foi com Sérgio Sette Câmara, estreante na Dragon: o piloto foi 23° tanto no TL1 quanto no TL2.

Saiba como foi o TL1 da Fórmula E em Berlim

A sessão começou às 9h em Berlim, ainda com temperaturas relativamente frias para o verão europeu. Mesmo assim, equipes e pilotos não perderam tempo e começaram a coletar dados importantes para corrida e classificação. Ao fim dos primeiros dez minutos de atividade, Oliver Rowland apareceu na liderança, anotando tempo de 1min09s713. Claro, ainda com muito tempo de volta a ser encontrado. Robin Frijns, Alexander Sims, Sam Bird e Alex Lynn seguiam o piloto da Nissan de perto.

Os minutos passavam e Rowland seguia liderando. Para muitos, entretanto, a missão não era necessariamente voar baixo. Lynn, Rast, Abt e Sette Câmara, todos com equipes novas para a série de corridas em Berlim, cumpriam processos de adaptação. O brasileiro, que até foi bem no teste de novatos do começo do ano, tinha mais dificuldades e era 23°. Sérgio só não era lanterninha porque James Calado, com problemas eletrônicos na Jaguar, não tinha deixado a garagem ainda.

Oliver Rowland liderou o TL1 em Berlim
Oliver Rowland liderou o TL1 em Berlim
Foto: Reprodução/Twitter / Grande Prêmio

Foi só na segunda metade da sessão, conforme pilotos começavam a forçar mais o ritmo e usar elementos como o Modo Ataque, que a tabela de tempos começou a ganhar nova cara. Nyck de Vries saltou para primeiro com tempo de 1min08s945, seguido por António Félix da Costa. Rowland, assim caía de primeiro para terceiro. Na sequência, Jérôme D'Ambrosio surgiu na liderança.

Restavam pouco menos de dez minutos no TL1 quando Rowland voltou a se impôr, conseguindo o tempo de 1min07s832, bem mais rápido. Bird, por sua vez, encaixou-se em segundo. E o timing foi perfeito: instantes depois, Calado apareceu parado na pista naquela que seria sua primeira volta após superar problemas mecânicos. O novo contratempo causou bandeira vermelha. Sem tempo hábil para resgatar o bólido, a sessão foi encerrada prematuramente.

Fórmula E 2019/20, eP de Berlim 1, Tempelhof, treino livre 1:

1 O ROWLAND Nissan 1:07.832
2 S BIRD Virgin Audi 1:08.068 +0.236
3 J E VERGNE DS Techeetah 1:08.129 +0.297
4 N MÜLLER Dragon Penske 1:08.168 +0.336
5 J D'AMBROSIO Mahindra 1:08.219 +0.387
6 A SIMS BMW 1:08.349 +0.517
7 E MORTARA Venturi Mercedes 1:08.484 +0.652
8 N DE VRIES Mercedes 1:08.601 +0.769
9 R FRIJNS Virgin Audi 1:08.617 +0.785
10 S BUEMI Nissan 1:08.712 +0.880
11 A F DA COSTA DS Techeetah 1:08.718 +0.886
12 A LYNN Mahindra 1:08.783 +0.951
13 O TURVEY NIO 1:08.816 +0.984
14 S VANDOORNE Mercedes 1:08.996 +1.164
15 M GÜNTHER BMW 1:09.196 +1.364
16 M EVANS Jaguar 1:09.199 +1.367
17 R RAST Audi 1:09.236 +1.404
18 D ABT NIO 1:09.247 +1.415
19 A LOTTERER Porsche 1:09.309 +1.477
20 L DI GRASSI Audi 1:09.378 +1.546
21 F MASSA Venturi Mercedes 1:09.390 +1.171
22 N JANI Porsche 1:09.505 +1.286
23 S SETTE CÂMARA Dragon Penske 1:09.982 +1.763
24 J CALADO Jaguar

Saiba como foi o TL2 da Fórmula E em Berlim

A sessão começou com mais notícias ruins para Calado. O piloto, que já não tinha nem andado no TL1 após dois problemas eletrônicos, não conseguiria ir à pista no TL2 também: a Jaguar precisou trocar a bateria do carro #51. Não haveria tempo hábil para fazer a mudança e ir à pista.

De Vries foi o primeiro líder da sessão, anotando tempo de 1min07s358. Da Costa, Müller, Lotterer e Vergne fechavam o top-5. Enquanto isso, Frijns rodava sozinho e dava sorte de não danificar a Virgin.

A sessão seguia com ritmo diferente do TL1. O foco claramente não era em voltas rápidas, com pilotos simulados situações de corrida. Félix da Costa, por exemplo, até se enrolou na tentativa de pegar o Modo Ataque, quase causando acidente com Turvey.

Foi só com dez minutos para o fim do TL2 que De Vries perdeu a liderança. Foi para Buemi, com tempo de 1min07s301. Pouco depois, Günther conseguiu 1min07s005. Era um tempo até impressionante: de uma hora para outra, uma sessão equilibrada ganhava um piloto andando 0s3 mais rápido que o líder anterior.

Mesmo assim, não seria suficiente. De Vries foi o primeiro a andar abaixo de 1min07s, conseguindo precisamente 1min06s846. Dessa vez, era uma liderança realmente convincente: nem mesmo a evolução de Da Costa para para 1min06s922 seria suficiente para forçar uma mudança na liderança.

Fórmula E 2019/20, eP de Berlim 1, Tempelhof, treino livre 2:

1 N DE VRIES Mercedes 1:06.846
2 A F DA COSTA DS Techeetah 1:06.922 +0.076
3 M GÜNTHER BMW 1:07.005 +0.159
4 J D'AMBROSIO Mahindra 1:07.160 +0.314
5 S BUEMI Nissan 1:07.301 +0.455
6 M EVANS Jaguar 1:07.346 +0.500
7 S BIRD Virgin Audi 1:07.382 +0.536
8 L DI GRASSI Audi 1:07.441 +0.595
9 R RAST Audi 1:07.600 +0.754
10 N MÜLLER Dragon Penske 1:07.604 +0.758
11 J E VERGNE DS Techeetah 1:07.628 +0.782
12 O ROWLAND Nissan 1:07.665 +0.819
13 F MASSA Venturi Mercedes 1:07.677 +0.831
14 A LYNN Mahindra 1:07.684 +0.838
15 E MORTARA Venturi Mercedes 1:07.771 +0.925
16 N JANI Porsche 1:07.810 +0.964
17 A LOTTERER Porsche 1:07.951 +1.105
18 O TURVEY NIO 1:07.954 +1.108
19 A SIMS BMW 1:07.976 +1.130
20 S VANDOORNE Mercedes 1:07.988 +1.142
21 R FRIJNS Virgin Audi 1:07.993 +0.692
22 D ABT NIO 1:08.201 +0.900
23 S SETTE CÂMARA Dragon Penske 1:08.324 +1.023
24 J CALADO Jaguar

Veja também:

Confira a seleção dos estrangeiros que não vingaram no Santos
Grande Prêmio
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade