PUBLICIDADE

Red Bull lança mistério na F1: tem zeropod no RB20 ou não?

Mesmo com várias imagens vazadas, Red Bull RB20 deixa mistério no ar se usou ou não o conceito do principal concorrente nas laterais...

16 fev 2024 - 10h38
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
A Red Bull apresentou o seu carro de Fórmula 1 de 2021 que tem laterais cada vez mais esculpidas. O objetivo é reduzir o arrasto aerodinâmico e direcionar o fluxo de ar para o aerofólio traseiro. O próximo passo será conferir a abertura de ar para os radiadores no Bahrein no dia 21 de março.
Mercedes W13 e Red Bull RB20: mesmo conceito?
Mercedes W13 e Red Bull RB20: mesmo conceito?
Foto: Mercedes AMG F1 e Oracle Red Bull Racing

Se o objetivo da Red Bull era deixar o mundo da F1 em polvorosa na apresentação do RB20, acertou em cheio. Mesmo com o vazamento de várias imagens do shakedown em Silverstone, um grande mistério se criou em torno das laterais do carro.

O que ficou claro nesta primeira análise foi a adoção de uma lateral cada vez mais esculpida. Desde a adoção do novo regulamento técnico em 2022, a Red Bull foi uma daquelas que mais ousou neste campo. Ajudados pelo trabalho feito pela Honda e a Red Bull Powertrains, a parte de refrigeração é revisada cada ano, permitindo o uso de carrocerias cada vez mais esguias.

Para este ano, o VCARB 01 da Racing Bulls deu dicas do que a Red Bull poderia trazer. As laterais são bem esguias e praticamente só tem os dutos de refrigeração e garantir o cumprimento dos requisitos de impacto do regulamento. As entradas de ar são extremamente estreitas.

A Red Bull foi por um caminho diferente, aparentemente. Um dos pontos que os técnicos das fábricas brigam é justamente por garantir suas ideias. No caso específico aqui, é o embate entre o pessoal de motores e aerodinâmica. Mesmo com as limitações orçamentárias, as pesquisas seguem. Por exemplo: a Mercedes trouxe uma tecnologia de motor de foguete para a parte de refrigeração e permitiu a implantação do zeropod...

Falando em zeropod, aqui começa a grande discussão...

O que chamou a atenção nas imagens vazadas de Silverstone era que o RB20 incorporava a ideia introduzida pelo W14 dos canhões pronunciados no capô. O objetivo é direcionar mais ainda o ar na parte traseira para chegar no aerofólio traseiro e aumentar a eficiência do DRS... Mas não foi só isso.

A dúvida que apareceu é: onde está a abertura de ar para os radiadores? De caso pensado, a Red Bull não deixou claro onde está. A única coisa certa é que o time de Newey e Wache também bebeu da linha mercedista e usou uma extensão da lateral para direcionar mais ainda o fluxo de ar sobre a lateral (a Mercedes usava o elemento de anti-intrusão).

Mas e embaixo? O RB20 tem uma abertura de ar como os outros, mesmo que pequena ou estaria adotando a mesma linha da Mercedes, de uma entrada lateral, inspirada nos caças, como foi no W13 e no W14? Seria um zeropod sem zeropod?

Como bem observado por um amigo no X, caso as projeções de uma abertura lateral no cockpit seja realmente verdadeira (a Ferrari usou algo do tipo em 2022, mas era para refrigeração da eletrônica), seria a adoção da filosofia do zeropod, mas também retomando o que era feito até meados da década de 90, com entradas bem próximas do cockpit e bem estreitas (um exemplo acabado são as Jordan 195 e 196).

Jordan 195: um exemplo da busca dos projetistas na déca de 90 por uma menor área frontal
Jordan 195: um exemplo da busca dos projetistas na déca de 90 por uma menor área frontal
Foto: Legendary F1 / Divulgação

O objetivo então, mesmo com abordagens diferentes, é reduzir a área frontal para ter o menos de resistência ao ar possível (arrasto). A modelagem das laterais é direcionar o ar para fora e também ganhar velocidade. A sacada aqui da Red Bull seria usar os conceitos da concorrência e usar da melhor forma.

O que chama a atenção é que Adrian Newey, em entrevista dada ao Podcast da F1 em setembro do ano passado, declarou que seu time chegou a avaliar os conceitos que a Mercedes trouxe e os definiu como “oposicionalmente polares”, considerando que a Red Bull teria mais espaço de desenvolvimento.

Aparentemente, esta charada só será respondida no primeiro dia da pré-temporada, dia 21, no Bahrein. Mas para quem esperava que a Red Bull se deitaria nos louros do sucesso, Adrian Newey e Pierre Wache fizeram questão de desmentir a todos.

Parabólica
Compartilhar
Publicidade
Publicidade