PUBLICIDADE

F1: Verstappen e Bottas não vestem camisa em homenagem a Senna

Pilotos fizeram corrida a pé no Autódromo Enzo e Dino Ferrari em tributo ao brasileiro

16 mai 2024 - 20h11
(atualizado às 23h30)
Compartilhar
Exibir comentários
Pilotos homenagearam Ayrton Senna e Roland Ratzenberger
Pilotos homenagearam Ayrton Senna e Roland Ratzenberger
Foto: Reprodução/X/F1

Uma imagem curiosa chamou a atenção na homenagem feita a Ayrton Senna, nesta quinta-feira, 16, antes do GP da Emilia-Romagna de Fórmula 1, no Autódromo Enzo e Dino Ferrari, em Ímola, onde o brasileiro sofreu acidente fatal em 1994. Dentre os participantes, Max Verstappen, da Red Bull, e Valtteri Bottas, da Stake, foram os únicos que não vestiram a camisa especial para o tributo ao tricampeão mundial.

Enquanto o holandês, que é genro de Nelson Piquet, um dos grandes rivais de Senna, usou o habitual agasalho de sua equipe, o finlandês vestiu uma roupa de ciclismo. 

Apesar de não ter usado a camisa, Verstappen foi um dos pilotos responsáveis por segurar a bandeira do Brasil na fotografia da homenagem. 

Organizado pelo ex-piloto Sebastian Vettel, o evento desta tarde promoveu uma corrida dos pilotos da F1, F2 e F3 a pé pelo circuito italiano. Alguns, no entanto, fizeram o traçado de bicicleta ou patinete.

Além de Senna, a corrida homenageou o austríaco Roland Ratzenberger, que morreu um dia antes do brasileiro, após acidente durante a qualificação para o GP de San Marino.

Para relembrar da dupla, os pilotos vestiram uma camiseta amarela com listras nas cores azul e verde, e com a frase “Forever Senna”. Nos punhos, eles usaram um bracelete vermelho e branco, cores da bandeira da Áustria.

A F1 não divulgou o nome dos pilotos que estavam na homenagem. Oscar Piastri, da McLaren, e Kevin Magnussen, da Haas, no entanto, não foram vistos nas fotografias da corrida.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade