PUBLICIDADE

Chefe da Mercedes vê F1 polarizada às vésperas de corrida em "monstro diferente"

Toto Wolff, chefe da Mercedes, projeta manter o bom momento da equipe no GP da Hungria. Apesar disso, o dirigente reconhece que a prova será um "monstro diferente"

27 jul 2021 12h41
ver comentários
Publicidade
Toto Wolff estava cheio de sorrisos na Inglaterra
Toto Wolff estava cheio de sorrisos na Inglaterra
Foto: Steve Etherington/Mercedes / Grande Prêmio

Toto Wolff, chefe da Mercedes, descarta o ar de favoritismo no GP da Hungria desta semana. Apesar do desejo de manter o bom desempenho conquistado no GP da Inglaterra, onde Lewis Hamilton venceu, o dirigente austríaco projeta um cenário completamente diferente no Hungaroring.

Em entrevista prévia ao GP da Hungria, Wolff ainda retomou o acidente entre Hamilton e Max Verstappen. Sobre a prova no circuito de Hungaroring, que marca a conclusão da primeira metade da temporada, o dirigente projetou manter o bom desempenho conquistado em Silverstone.

"Todos têm uma opinião sobre o que aconteceu em Silverstone, foi um acidente polarizador. Apesar disso, o mais importante é que o Max está bem. Nunca é legal ver um carro batendo, principalmente em alta velocidade e em uma curva como aquela. Ficamos felizes em vê-lo sair do acidente ileso", lembrou Wolff.

"Para nós, foi um fim de semana encorajador em relação ao ritmo do carro. As pequenas atualizações que introduzimos funcionaram bem e conquistamos bons pontos, então agora queremos manter esse momento", disse.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Toto Wolff quer manter no Hungaroring bom ritmo da Mercedes
Toto Wolff quer manter no Hungaroring bom ritmo da Mercedes
Foto: Mercedes / Grande Prêmio

Ciente da disputa acirrada em que a Mercedes se encontra com a Red Bull, Wolff reiterou que Hungaroring é uma pista completamente diferente de Silverstone, e que o cenário encontrado na próxima corrida pode ser muito diferente.

"Sabemos o quão acirrada está a disputa nesta temporada, e como a vantagem varia de um time para outro a cada corrida. Nós e a Red Bull estávamos muito próximos em Silverstone. Ferrari estava muito rápida, agora a batalha desembarca em outra etapa e uma pista completamente diferente", seguiu.

"Hungaroring é um circuito de alto downforce, cheio de curvas apertadas. É quase uma versão aumentada de uma pista de kart. A Hungria será um monstro diferente se comparada a última corrida, sendo uma pista que casa um pouco melhor com nossos pilotos, mas veremos o que vamos conseguir", ponderou.

Por fim, o dirigente analisou brevemente a primeira metade da temporada, e projetou utilizar as férias da categoria, que começam após o GP da Hungria, para recarregar as forças e seguir batalhando pelo título.

"A primeira metade da temporada tem sido longa e intensa, estamos nos aproximando das férias. Queremos garantir que vamos chegar ao fechamento com o pé direito, antes de termos nossa chance de recarregar as energias, analisar tudo que aconteceu até aqui para voltar à luta na segunda parte da temporada", concluiu Wolff.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade