0

Almejando quarta vitória, Castroneves se decepciona com 2ª colocação

29 mai 2017
20h20
  • separator
  • comentários

Faltando seis voltas para o fim das 500 milhas de Indianápolis, neste domingo, Hélio Castroneves tomou a liderança. Mas na volta seguinte, Takuma Sato voltou à primeira posição e não saiu de lá até ver a bandeira quadriculada balançando. Esta foi a terceira vez que o piloto brasileiro ficou na disputa final pela vitórias. "Foi difícil de aceitar", declarou o piloto em entrevista para a Indycar.

"Terminar em segundo de novo é bem ruim, eu estava muito próximo de ganhar pela quarta vez", completou o brasileiro, que avisou: "Eu não vou desistir deste sonho, sei que vai acontecer".

Leia também: Sato rasga elogios a Castroneves: "É um piloto justo"

Castroneves começou a corrida na 19º posição e liderou depois da 194º volta. Quando perdeu o posto, correu para se recuperar, chegou a ficar colado com Sato, mas não conseguiu e amargou a segunda colocação.

"Pelo menos posso te dizer que eu fiz meu melhor. Eu realmente me esforcei", disse Castroneves. "Os caras fizeram um trabalho fenomenal e nós, sem dúvidas, dirigimos com nossos corações", continuou.

Apesar dos lamentos, Castroneves ainda teve motivos para comemorar já que, por pouco, sua corrida não acabou antes. Na volta número 53, o neozelandês Scott Dixon bateu no carro do inglês Jay Howard, perdeu o controle e acabou "voando". O brasileiro da Penske escapou por pouco da colisão.

"Quando eu vi Scott capotando, eu apenas tentei evita-lo", disse.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade