PUBLICIDADE
Logo do

Seleção Alemã

Favoritar Time

Bierhoff reconhece atuação ruim da Alemanha: "sobrevivemos"

30 jun 2014 22h16
ver comentários
Publicidade
<p>Schürrle tenta escapar da marcação argelina: alemães encontraram muitos problemas para criar chances</p>
Schürrle tenta escapar da marcação argelina: alemães encontraram muitos problemas para criar chances
Foto: Christophe Simon / AFP

A atuação disciplinada e empolgante da Argélia na dura derrota por 2 a 1 para a Alemanha nesta segunda-feira, nas oitavas de final da Copa do Mundo, não foi surpreendente para Oliver Bierhoff. O ex-centroavante e atual diretor técnico da seleção alemã afirmou que esperava um adversário competente e perigoso, mas reconheceu que o desempenho germânico foi abaixo da média, especialmente no primeiro tempo, quando os africanos tiveram várias chances claras de gol em contra-ataques.

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

"Hoje nós sobrevivemos, não jogamos muito bem no primeiro tempo, demoramos demais com a bola no pé", admitiu. "A Argélia foi muito bem, organizada e agressiva, e teve ótimos contra-ataques. No segundo tempo melhoramos, mas perdemos as grandes chances que tivemos e precisamos da prorrogação. Não estou surpreso, eles jogaram como nós esperávamos".

A Alemanha dominou a posse de bola como esperado, mas encontrou na Argélia um bloqueio defensivo organizado e eficiente, que fechou quase todos os espaços para as envolventes tabelas do trio ofensivo formado por Özil, Müller e Götze. Os europeus assustaram no primeiro tempo só com chutes de longe e em um único contragolpe que exigiu duas defesas seguidas do goleiro M'Bolhi.

Apesar da lentidão na troca de passes da Alemanha, Bierhoff não vê um grande problema técnico na seleção, que passou a encontrar mais espaços à medida que os argelinos foram cansando no segundo tempo. O ex-atacante citou até a França, que também teve dificuldades na maior parte da vitória por 2 a 0 sobre a Nigéria nesta segunda, para mostrar que nenhuma equipe tem encontrado facilidade no Mundial.

"Todos os outros times tiveram problemas, como a França, por exemplo. O que estou mais preocupado é com a parte física, pois temos alguns jogadores, como Khedira e Schweinsteiger, que não jogaram a temporada toda, voltaram agora e não tiveram muito tempo de recuperação. E temos outro problema de lesão depois do Podolski, que é o Mustafi", afirmou, citando o defensor que saiu com um estiramento muscular no segundo tempo.

Classificada às quartas de final, a Alemanha encara a França no Maracanã, em um clássico europeu que promete ser um dos melhores jogos do Mundial. "Vem sendo uma Copa do Mundo muito interessante", elogiou Bierhoff. "Não esperava que os times viessem tão abertos, todos jogam para vencer. Não está sendo uma competição defensiva".

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade