1 evento ao vivo

Americanos aproveitam DNA germânico em duelo contra Alemanha

25 jun 2014
21h26
  • separator
  • 0
  • comentários

Fabian Johnson é lateral direito da seleção dos Estados Unidos e deve participar do time titular que enfrenta a Alemanha, nesta quinta-feira, pela fase de grupos da Copa do Mundo. O jogador participou de entrevista antes do treino de reconhecimento da Arena Pernambuco e não teve problemas para entender e responder perguntas no idioma germânico, afinal nasceu em Munique e joga no Borussia Mönchengladbach.

Fabian Johnson nasceu em Munique e tem mãe alemã
Fabian Johnson nasceu em Munique e tem mãe alemã
Foto: Getty Images

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

Johnson é um dos jogadores americanos que possuem origem alemã e ter no duelo que decide a liderança do Grupo G a possibilidade de enfrentar a seleção da nação da qual possuem relações fortes. Além do lateral, Timmy Chandler e Jermaine Jones nasceram em Frankfurt, e John Brooks em Berlim. Já Julian Green é da Flórida, mas se mudou aos dois anos para a Alemanha.

Fabian Johnson é filho de pai americano e mãe alemã e cresceu atuando ao lado de alguns jogadores que enfrentará no Recife. Ele inclusive treinou nas categorias de base da seleção germânica, mas no fim optou por jogar com os Estados Unidos. "Já joguei contra meus antigos companheiros no Campeonato Alemão. É emocionante estar no jogo e estou orgulhoso de fazer parte do time", afirmou o lateral.

Os laços germânicos não param por aí, uma vez que o técnico Jurgen Klinsmann é não só alemão como um dos maiores jogadores da história da nação europeia. O treinador, entretanto, não tem o coração somente na Alemanha, já que vive desde 1998 nos Estados Unidos.

"Acho que ele é um americano agora. Mora na Califórnia há tanto tempo. Acho que temos gente de todos os cantos do mundo nos Estados Unidos, ele não é diferente. Não vejo muita diferença", disse o meio-campista Kyle Beckerman, que vê com naturalidade a presença de jogadores com dupla cidadania na equipe.

"Eu sou americano, nasci em Maryland. Tenho uma origem alemã e francesa. Não me incomoda. Só estamos identificando a origem. É parte dos Estados Unidos, é assim que dizemos de onde alguém vem. Todos que são americanos vieram de algum lugar", explicou. 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade