PUBLICIDADE

Vale: Samarco pede recuperação judicial para manter operação

A Samarco foi responsável pelo que é considerado o pior desastre socioambiental do Brasil, o rompimento da barragem de Fundão, em Mariana/MG

9 abr 2021
17h12 atualizado às 17h21
0comentários
17h12 atualizado às 17h21
Publicidade

A Samarco Mineração ajuizou nesta sexta-feira pedido de recuperação judicial perante comarca de Belo Horizonte para evitar que ações iniciadas por credores afetem a capacidade da empresa de manter suas atividades, disse a Vale, sócia da joint venture com a BHP,.

Área afetada pelo rompimento de barragem da Samarco em Mariana (MG) 
10/11/2015
REUTERS/Ricardo Moraes
Área afetada pelo rompimento de barragem da Samarco em Mariana (MG) 10/11/2015 REUTERS/Ricardo Moraes
Foto: Reuters

Segundo a Vale, a Samarco enfrenta ações de execução de notas promissórias no Brasil, no valor de 325 milhões de dólares, e ações movidas pelos detentores dos títulos de dívida com vencimento em 2022, 2023 e 2024 em Nova Iorque --todas com pedidos de bloqueio de contas bancária.

A Samarco ainda pedirá o reconhecimento do processo nos Estados Unidos por meio do Chapter 15 do Código de Falências norte-americano.

O pedido de recuperação judicial, disse a Vale, não impacta o cumprimento dos compromissos de reparação assumidos pela Samarco em função do rompimento da barragem de Fundão, considerado o pior desastre socioambiental do Brasil.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade