PUBLICIDADE

Soluções digitais impulsionam a retomada de restaurantes

João Quintella, da Liuv, elenca algumas dicas podem garantir uma retomada mais fácil e bem-sucedida.

11 jan 2022 06h00
ver comentários
Publicidade
De acordo com uma pesquisa da Abrasel, 79% dos donos de bares e restaurantes acreditam que as vendas devem aumentar
De acordo com uma pesquisa da Abrasel, 79% dos donos de bares e restaurantes acreditam que as vendas devem aumentar
Foto: Freepik

Durante a pandemia, 50 mil bares e restaurantes deixaram de existir no estado de São Paulo, segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-SP). Assim, 400 mil funcionários perderam seus postos de trabalho. O setor foi um dos mais afetados, especialmente durante os períodos de lockdown.

Com o avanço da vacinação e o retorno ao funcionamento integral dos estabelecimentos, o setor renova os ânimos para uma recuperação mais expressiva. De acordo com uma pesquisa nacional da Abrasel, realizada em outubro, 79% dos donos de bares e restaurantes acreditam que as vendas devem aumentar.

A reabertura dos estabelecimentos trouxe uma expectativa positiva de que tudo voltará a ser como era antes, mas, apesar das projeções otimistas, o momento ainda é delicado. A hora agora é de traçar estratégias para aproveitar a oportunidade de recuperação e consolidação dos negócios.

Nesse sentido, é importante manter atenção às novidades do mercado, para estar à frente na experiência do cliente, aumentar a fidelização e as vendas.

Pensando nisso, João Quintella, CEO e fundador da Liuv, foodtech de soluções digitais para bares e restaurantes, elenca algumas dicas podem garantir uma retomada mais fácil e bem-sucedida, depois de um período de tantas instabilidades:

1. Digitalização e aceleração são o novo normal

Ser digital é a nova tendência e a pandemia da Covid-19 acelerou ainda mais esse processo. É importante que os estabelecimentos ofereçam serviços digitais, especialmente aqueles que, além de representarem facilidades e maior qualidade no atendimento, também sejam uma forma de prevenção ao Coronavírus. 

Ou seja, se você é um bar ou restaurante, em vez de entregar um cardápio de papel para seu cliente, ofereça a opção de acesso via QR Code, para que ele acesse diretamente do celular, sem a obrigatoriedade de tocar em algo. Além disso, você também pode possibilitar que o pagamento seja feito por meio de app, para evitar que aquele cliente fique em uma fila ou espere pelo garçom e que ainda tenha que tocar na máquina de cartão.

2. Controle seu CMV

Essa dica parece simples e trivial, mas existem muitos estabelecimentos que ainda não têm o próprio controle do custo de mercadoria vendida e isso torna o dia a dia da gestão do negócio muito mais complexa. Ter uma plataforma de gestão que auxilie no controle dos produtos mais vendidos, do ticket médio do negócio, entre outros indicadores, ajuda o empreendedor a gerir de melhor forma o negócio e até a produzir estratégias mais certeiras de marketing.

3. Otimização dos fluxos

Como já dito, o ‘novo normal’ trouxe aceleração no dia a dia do consumidor. Hoje ele quer sentar, consumir e pagar de maneira mais rápida. É importante que o estabelecimento esteja ciente disso e se organize para conseguir girar as mesas, diminuir as filas e prestar um bom atendimento. 

Assim, é possível ter um volume maior de clientes, aumentar as vendas e oferecer bons e rápidos serviços para que todos saiam satisfeitos. O mercado disponibiliza tecnologias que facilitam essa otimização e ampliam as opções do cliente nas formas de fazer o pedido e de pagar pelo consumo.

4. Tenha sempre os protocolos de prevenção em mãos 

Não é porque seu estabelecimento voltou a funcionar em todos os horários, que você pode relaxar com a segurança dos clientes e funcionários. Cumprir os protocolos de prevenção à Covid-19 faz com que todos se sintam seguros e queiram retornar sempre ao seu bar ou restaurante.

(*) João Quintella é CEO e fundador da Liuv, foodtech de soluções digitais para bares e restaurantes.

Homework Homework
Publicidade
Publicidade