PUBLICIDADE

Veja quais são as estações e quanto custa esquiar na Europa

30 dez 2013 07h10
ver comentários
Publicidade

Para quem deseja fugir do calor do hemisfério sul, as estações de esqui na Europa são uma opção. França, Itália e Suíça estão entre os principais destinos. Procurados na maioria por pessoas que já esquiaram, os destinos apresentam diversos tipos de estações de esqui: desde as mais simples até mesmo as mais luxuosas.

“A Europa possui uma área esquiável muito grande e lá temos os principais destinos de esqui no Hemisfério Norte”, afirma a consultora de vendas da agência Snowtime Ski Travel, Mariana de Carvalho. Uma das atrações para quem deseja esquiar na Europa é o resort de esqui de Courchevel. Courchevel é divida em três altitudes: 1550 metros, 1650 metros e 1850 metros. Francesa, ela fica localizada na região Les 3 Vallées, que possui 600 quilômetros de pistas, além de ter quase todas as suas acomodações ski-in e out. “Lá, os hóspedes podem sair e chegar do hotel esquiando, não é preciso pegar um transporte para ir té as pistas” explica. O serviço é um dos preferidos dos brasileiros, que não querem carregar equipamentos até a pista de esqui. Em Courchevel 1850 - altitude mais nobre do destino francês - em janeiro, a hospedagem em hotéis da região podem custar em torno de 1.600 euros para 7 noites (R$ 5.408), com direito a café da manhã (tarifa por pessoa). O local possui ótimos restaurantes com culinária local e internacional, boutiques e uma vida noturna agitada para quem deseja sair, afirma a consultora de vendas. 

Outras opções com um bom custo benefício na Europa recomendadas a quem deseja esquiar são os Villages de Club Med, que dispõe de hotéis dentro das estações. O Club Med se diferencia dos outros hotéis através do preço, com o regime de tarifa all inclusive. Os Club Med próximos estão distribuídos entre a França, Suíça e a Itália. “Além de ter uma ótima qualidade nos serviços, seus preços se destacam por incluir pensão completa com bebidas, ski-lift e aulas de esqui”, explica. O ski-lift é um meio de elevação para que o turista possa subir a montanha e descer esquiando e, na Europa, custa em média 320 euros (R$ 1.045) o tíquete. Segundo a consultora, 85% das pessoas que procuram pacotes para estações de esqui já praticaram a atividade pelo menos alguma vez na vida.

Para as crianças, é recomendado - a 1.600 metros de altitude - o Village de Pragelato, na Itália, seguido de Valmorel - a 1.460 metros de altitude -, na França e Peisey Vallandry, também na França. “Nem todo Club Med tem monitoramento pra crianças. Estes, especificamente, oferecem monitoramento para os pequenos e também são mais novos”, explica. Já para os casais que querem aproveitar o charme de estar em um vilarejo na Suíça, o Club Med de St. Moritz possui tarifa de R$ 3.802 em janeiro, com sistema all inclusive. Este preço exclui passagens aéreas e traslados.

Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra
Publicidade
Publicidade