PUBLICIDADE

"Não há nada que justifique 8% de juros", diz Alckmin

Vice-presidente participa de evento promovido pelo BNDES nesta segunda-feira no Rio de Janeiro.

20 mar 2023 - 12h14
(atualizado às 12h16)
Compartilhar
Exibir comentários
"Não há nada que justifique 8% de juro", diz Alckmin
"Não há nada que justifique 8% de juro", diz Alckmin
Foto: Adriano Machado/Reuters - 27/02/2023

O vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Geraldo Alckmin, criticou a atual taxa de juros e disse que a "inflação não pode voltar" no País. As declarações ocorreram nesta segunda-feira,20, durante evento promovido pelo Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no Rio de Janeiro. 

“Não há nada que justifique 8% de juro real acima da inflação quando não há demanda explodindo e de outro lado quando o mundo inteiro está praticamente com juro negativo”, declarou.

Alckmin também afirmou que o novo arcabouço fiscal proposto pelo ministro da Fazenda,Fernando Haddad, terá como base a curva da dívida, o superávit e o controle de gastos.

“O governo encaminha nos próximos dias o projeto de ancoragem fiscal que vai combinar curva da dívida, de outro lado superávit e de outro lado o controle do gasto. É uma medida inteligente e bem feita”, disse Alckmin. 

O vice-presidente ainda declarou que está muito otimista com o avanço da reforma tributária. “Simplifica tributos e tira a cumulatividade. Vai estimular a exportação e também reduzir o custo Brasil”, explicou.

O evento faz parte da abertura do seminário “Estratégias de Desenvolvimento Sustentável para o Século 21”, promovido pelo banco de fomento estatal. Participam do encontro, o presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Aloizio Mercadante, José Pio Borges, presidente do Conselho Curador do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri), e Josué Gomes, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade