PUBLICIDADE

IPCA sobe 0,21% em junho, puxado por alimentação e bebidas

No ano, o IPCA acumula alta de 2,48%; Já no acumulado dos últimos 12 meses, a taxa é de 4,23%

10 jul 2024 - 09h33
(atualizado às 09h41)
Compartilhar
Exibir comentários
A  alta do grupo alimentos e bebidas foi influenciada pelas altas da  batata inglesa, leite longa vida, café moído e arroz.
A alta do grupo alimentos e bebidas foi influenciada pelas altas da batata inglesa, leite longa vida, café moído e arroz.
Foto: Taba Benedicto/ Estadao / Estadão

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA-15) registrou alta de 0,21% em junho, após ter subido 0,46% em maio, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira, 10.

No ano, o IPCA acumula alta de 2,48%. Já no acumulado dos últimos 12 meses, a taxa é de 4,23%, acima dos 3,93% observados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em junho de 2023, a variação havia sido de -0,08%.

No último mês, dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, sete tiveram alta. O maior impacto veio de Alimentação e bebidas (0,44%). A  alta do grupo alimentos e bebidas foi influenciada pelas altas da  batata inglesa (14,49%), leite longa vida (7,43%), café moído (3,03%) e arroz (2,25%).

No grupo Habitação (0,25%), a alta da taxa de água e esgoto (1,13%) acontece após reajustes tarifários aplicados em São Paulo, Brasília e Curitiba. Ainda em Habitação, a alta da energia elétrica residencial foi influenciada pelo reajuste tarifário em Belo Horizonte.

No grupo Transportes (-0,19%), houve queda na passagem aérea (-9,88%). Em relação aos combustíveis (0,54%), o óleo diesel (-0,64%) e o gás veicular (-0,61%) tiveram recuo de preços, enquanto a gasolina (0,64%) e o etanol (0,34%) registraram alta.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade