PUBLICIDADE

Como negociar com eficiência as dívidas das contas da casa

Débitos em atraso são uma das principais causas de estresse para os brasileiros, mas é possível regularizar situação

18 mar 2024 - 06h20
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Freepik

Dívidas são um dos principais motivos de estresse para os brasileiros, segundo a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). Gastos acima da própria renda com produtos de varejo e cartão de crédito e inadimplência com contas de água, luz, internet e telefone são alguns dos exemplos que tiram o sono, literalmente, de muitas pessoas. Negociar esses valores, colocar os pagamentos em dia e se educar financeiramente, contudo, são caminhos para recuperar o equilíbrio financeiro e reduzir o estresse.

De acordo com pesquisa da Anbima, praticamente metade dos brasileiros (49%) vive com níveis significativos de estresse por estarem preocupados com sua situação financeira atual. O estado de preocupação em relação ao dinheiro pode fazer com que essas pessoas não consigam dormir, tenham problemas na relação com a família e sofram impactos em sua produtividade no trabalho. 

O uso descontrolado do cartão de crédito é a base principal para as causas de endividamento das famílias. Segundo dados da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a maioria das dívidas – 86,2% – é proveniente das faturas na modalidade de crédito.

De modo geral, as pessoas começam o ciclo de dívidas deixando de pagar a fatura do cartão ou do cheque especial e, depois, passam a não ter condições de arcar com as despesas de serviços prioritários, como água, luz e internet, por exemplo. Ainda segundo o estudo da CNC, 30,2% das famílias no Brasil têm dívidas dessa natureza em atraso.

Gestão financeira

Conforme sugerido pelo superintendente de Sustentabilidade, Inovação e Educação da Anbima, Marcelo Billi, em entrevista à imprensa, manter as contas em dia, fugir dos juros compostos da dívida do cartão – conhecido também como juros sobre juros – e ter uma relação saudável com o dinheiro pode refletir positivamente na qualidade de vida das pessoas. 

Ele ressalta que uma boa gestão financeira não contribui somente para a estabilidade econômica individual, mas também pode fortalecer os laços familiares e impulsionar a produtividade no trabalho.

De acordo com o levantamento “Perfil e Comportamento do Endividamento Brasileiro 2023”, da Serasa, 53% dos brasileiros que têm dívidas afirmam que a maior parte de seu orçamento mensal é destinada às contas de luz, água e gás. Além disso, a maioria, 83%, diz que já precisou atrasar o pagamento de outro tipo de conta para priorizar outra.

Feita em parceria com o Instituto Opinion Box, a pesquisa identificou também que longos atrasos no pagamento de dívidas são comuns entre parte considerável dos brasileiros. Cerca de 74% dos devedores de contas básicas têm pelo menos uma pendência atrasada há um ano.

O estudo revelou que, para 82% dos indivíduos, o valor dessas contas chega a até R$ 750 dentro do orçamento do mês, o que representava quase a metade do salário-mínimo vigente na época da pesquisa: R$ 1.320. O levantamento entrevistou mais de 11 mil maiores pessoas de 18 anos de todas as regiões do Brasil, sendo 52% homens e 48% mulheres.

É possível parcelar e negociar conta de luz em atraso

De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o consumidor pode propor à distribuidora de energia o parcelamento dos débitos para pagamento em meses posteriores. Cabe à distribuidora concordar ou não com essa negociação. 

No caso de unidades consumidoras classificadas como de baixa renda, contudo, a distribuidora é obrigada a parcelar o débito pendente, desde que essa dívida já não tenha sido parcelada anteriormente.

Apenas o titular ou o representante legal pode solicitar esse parcelamento nos canais de atendimento das distribuidoras. As parcelas podem ser incluídas nas faturas dos meses subsequentes. De qualquer forma, em todos os casos de atraso, aplica-se a incidência de multas, juros de mora e atualização monetária. Além disso, existe a possibilidade de suspensão do fornecimento por falta de pagamento.

Em caso de dúvidas, é importante que o consumidor entre em contato direto com a sua distribuidora ou acesse a plataforma consumidor.gov.br. Caso não seja possível solucionar o problema por esses meios, há a opção de procurar a Aneel pelo telefone 167, pela internet ou pelo aplicativo da agência. 

Como verificar contas de água atrasadas 

Como ressaltado pelo portal da Serasa Limpa Nome, manter as contas de água em dia é fundamental para ter acesso contínuo a esse recurso vital e fugir de complicações financeiras, multas e encargos adicionais. Atualmente, é possível acessar informações sobre o estado de dívidas, contas em aberto, atrasos e efetuar pagamentos online.

Para verificar as contas atrasadas e realizar pagamentos, é necessário acessar o portal online da companhia fornecedora do serviço – já que cada cidade pode ter uma empresa diferente responsável por esse serviço – por meio do endereço digital que costuma ser fornecido na conta de água. Em seguida, é preciso fazer o login com as credenciais fornecidas no cadastro do portal ou criar um, caso o consumidor ainda não possua.

No portal, existe a opção que permite a visualização do histórico de pagamentos e das faturas das contas já emitidas. A partir daí, é possível identificar as contas em atraso, os valores devidos e as datas de vencimento. O usuário deve clicar nas faturas atrasadas para conferir detalhes como multas, juros e outras penalidades que podem ser aplicadas devido ao atraso no pagamento. 

É importante verificar as opções de pagamento oferecidas pelo site, já que, com o intuito de facilitar a quitação, muitas empresas oferecem a possibilidade de métodos online, como cartão de crédito ou débito.

A Serasa recomenda que o consumidor avalie a opção de pagamento automático para evitar futuros atrasos. As companhias oferecem essa opção, permitindo que o valor das contas seja debitado automaticamente da conta do usuário todo mês na data certa. 

Caso o consumidor ainda precise de assistência ou enfrente dificuldades financeiras, a recomendação é entrar em contato com o atendimento ao consumidor. Isso porque, diversas companhias estão dispostas a negociar planos de pagamento ou oferecer soluções personalizadas para resolver problemas de pagamento e atrasos.

(*) HOMEWORK inspira transformação no mundo do trabalho, nos negócios, na sociedade. É criação da Compasso, agência de conteúdo e conexão.

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Publicidade