PUBLICIDADE

Com R$ 5 mil, ela criou brechó infantil que fatura R$ 20 milhões

A ideia do Joaninha Brechó Infantil nasceu da necessidade de complementar a renda familiar; A primeira loja tinha apenas 4 m²

14 set 2023 - 06h30
Compartilhar
Exibir comentários
Vivian Deus, fundada do Joaninha Brechó Infantil
Vivian Deus, fundada do Joaninha Brechó Infantil
Foto: Divulgação

Antes mesmo da fundação do Joaninha Brechó Infantil, Vivian Deus buscava sempre diversificar e complementar a renda familiar. A executiva colecionou empregos e foi desde caixa de supermercado, vendedora de bijuteria, sacoleira até inspetora de solda, mas nenhuma dessas atividades a satisfazia emocional e financeiramente. 

Após conversar com alguns familiares e com o marido, decidiu tentar a vida acadêmica, matricular-se na faculdade de Biologia, área que sempre teve interesse, especialmente pelo relacionamento dos seres vivos com o meio ambiente. 

A faculdade mudou, mais uma vez, o rumo da sua carreira e antes mesmo de formada começou a dar aulas em escolas públicas e privadas. Estava feliz, mas ainda não se sentia totalmente realizada, nem profissionalmente, nem financeiramente.

A visita a um brechó infantil

Foi quando uma visita a um brechó infantil mudou novamente o rumo de sua carreira. Na época, mãe de duas meninas, uma de dois anos e outra com meses, tinha ouvido falar de um local que tinha boas roupas, com preços acessíveis. Era a oportunidade de economizar e, ainda assim, vestir bem as filhas. 

Na visita ao brechó, se encantou com as possibilidades, entre elas de ter novamente uma renda extra e passar mais tempo com a família. Assim nasceu o Joaninha Brechó Infantil, em 2012, em Belo Horizonte. Com R$ 5 mil emprestados pelo marido para a compra das primeiras peças e adequação do espaço de apenas 4 m², compartilhando espaço com a loja de bairro na garagem da avó.

No dia da inauguração não apareceu ninguém, mas isso não desanimou a empresária mineira. Assim que chegou em casa, a primeira coisa que fez foi criar uma página do brechó no Facebook para divulgar as peças. Em apenas uma semana já acumulava 100 curtidas e em um mês a loja ficou pequena para dar conta da quantidade de produtos e da demanda de pessoas que passaram a frequentar a loja, precisando se mudar para um espaço maior em uma avenida mais comercial. 

Apenas 24 meses após essa primeira mudança, foi necessário procurar um novo ponto, desta vez com 50 m². Vivian viu o negócio evoluir de forma tão rápida que, em 2014, largou a carreira de professora para se dedicar exclusivamente ao empreendedorismo.

O início da expansão

A empresária começou a receber pedidos de mães de outras cidades depois que começou a fazer essa divulgação online e pontualmente fazia lives onde apresentava alguns produtos. A demanda de pedidos estava aumentando gradativamente e ultrapassou as fronteiras da capital. O Joaninha Brechó ficou conhecido em todo o estado de Minas Gerais; foi a deixa para a criação do e-commerce, inaugurado em 2018.

A expansão era um caminho natural, mas foi acelerada pelos próprios clientes que começaram então a pedir um ponto físico da marca em outras cidades. Após avaliar os prós e os contras, chegou à conclusão que não conseguiria ter filiais e, ainda assim, manter o que tinha dado origem ao negócio, o tempo com a família. 

Dessa forma, após se informar e estudar bem as opções, optou, em 2019, pela expansão através do franchising. Em dezembro do mesmo ano inaugurou a primeira franquia no bairro de Palmeiras, também em Belo Horizonte e, a partir daí, a expansão seguiu forte e atualmente são 37 unidades em funcionamento e 18 em implantação nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia, Roraima, Pernambuco, Goiás e Pará.

Como funciona o modelo de franquia

Atualmente são dois modelos de franquias: o tradicional e o smart, este segundo pensado para regiões com menos de 100 mil habitantes, com investimento inicial a partir de R$ 125 mil. O negócio, que começou de forma embrionária em uma garagem, evoluiu para uma loja que atualmente tem quase 600 m², impactou outras mães que se tornaram empreendedoras e hoje administram as 55 franquias da rede e, juntas, formam a rede que faturou, em 2022, R$ 20 milhões. A previsão para 2023 é chegar a 75 franquias vendidas e encerrar o ano com faturamento de R$ 30 milhões.

(*) HOMEWORK inspira transformação no mundo do trabalho, nos negócios, na sociedade. É criação da Compasso, agência de conteúdo e conexão.

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Publicidade