0

Cobre opera em baixa em Londres e NY com valorização do dólar

11 fev 2019
10h22
  • separator
  • 0
  • comentários

Os futuros de cobre operam em baixa em Londres e Nova York na manhã desta segunda-feira, em meio à valorização do dólar e ao retorno de operadores chineses após um feriado.

Por volta das 9h35 (de Brasília), o cobre para três meses negociado na London Metal Exchange (LME) caía 0,43%, a US$ 6.175,00 por tonelada, mais do que revertendo os ganhos moderados da semana passada.

Na Comex, a divisão de metais da bolsa mercantil de Nova York (Nymex), o cobre para entrega em março recuava 0,64%, a US$ 2,7925 por libra-peso, às 10h08 (de Brasília).

O índice DXY do dólar avança nos negócios da manhã, ampliando ganhos das últimas sessões. O dólar forte torna o cobre menos atraente para investidores que utilizam outras moedas.

Recentes dados econômicos fracos da Europa e da Ásia voltaram a alimentar preocupações com a saúde da economia global, ajudando a sustentar o dólar.

Também no radar está uma nova rodada de discussões comerciais entre Estados Unidos e China, que acontece ao longo desta semana em Pequim. Os mercados chineses reabriram hoje, após ficarem uma semana sem operar devido ao feriado do ano-novo lunar.

Entre outros metais na LME, prevalecia o viés negativo. No horário indicado acima, o alumínio cedia 0,48%, a US$ 1.869,00 por tonelada, o zinco perdia 1,56%, a US$ 2.657,00 por tonelada, o estanho caía 0,33%, a US$ 20.980,00 por tonelada, e o chumbo tinha queda de 1,38%, a US$ 2.060,50 por tonelada. Exceção no mercado inglês, o níquel subia 0,16%, a US$ 12.595,00 por tonelada. Com informações da Dow Jones Newswires.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade