PUBLICIDADE

Boleto + Pix? O que é e como funciona o Bolepix: assista

Tecnologia promete unir vantagens de dois formatos promissores para etapas de pagamento

23 nov 2022 - 10h03
Compartilhar
Exibir comentários
Boleto + Pix? O que é e como funciona o Bolepix:

Lançado no governo Bolsonaro, o Pix é um sucesso avassalador no Brasil. Ele chegou para literalmente democratizar o acesso financeiro ― inclusive para uma parecla da população que sequer tem conta em banco.

O boleto, por sua vez, já faz parte do cotidiano do brasileiro, pois permite que o usuário se programe e pague suas contas no smartphone, no computador, no próprio banco ou até mesmo em uma agência lotérica.

Dá para imaginar uma situação em que se una o boleto com o Pix? Seria o Bolepix.

“Para se ter uma dimensão, no campo dos negócios, o Pix se tornou a principal forma de pagamento aplicada por pequenas empresas, segundo um levantamento do Sebrae, realizado em parceria com o IBGE. A modernização do segmento é um fenômeno inadiável, isso é fato. Entretanto, ainda é possível aproveitar o prestígio de práticas antigas e somá-las ao avanço digital. Foi com base nesse conceito que nasceu o Bolepix, como uma adaptação do Pix ao módulo de boleto bancário, reunindo os benefícios de ambas as funcionalidades”, diz Alessandro Dall Orto é CEO da Dupay

Como funciona o Bolepix na prática

Segundo Alessandro, conciliando os dados e repetindo o funcionamento do Pix, aqui, todo boleto gerado apresentará uma única linha de digitação, de modo automático, para que a instituição bancária tenha condições de dar baixa ao pagamento com a agilidade desejada entre as partes.

“Confirmada por meio de um QR Code gerado pelo órgão vendedor, a transação poderá ser conduzida diretamente de aparelhos celulares e computadores, em canais de aplicativos ou SMS. A ideia é preservar uma sequência de etapas simplificadas, acessíveis, com mais velocidade e a segurança jurídica que muitos exigem nos dias de hoje”, explica ele.

Foto: Freepik / Montagem Homework

Para o executivo, o Bolepix é uma tendência justificada por ganhos práticos. Flexível, tem maior abertura para a atualização e modificação de informações, bem como a concessão de descontos alinhados com políticas de preços customizáveis.

“Para usuários do boleto que desejam superar a demora no processamento, e consumidores acostumados com a instantaneidade do Pix, unir o que há de melhor destes dois mundos nunca foi tão viável. Com a tecnologia encabeçando uma mudança comportamental generalizada no quadro financeiro do Brasil, a perspectiva é de que o formato continue a se popularizar e angariar novos adeptos, por motivos que credenciam a consolidação do Bolepix”, finaliza ele.

Redação Dinheiro em Dia
Compartilhar
Publicidade
Publicidade