PUBLICIDADE

5 dicas para construção de uma marca forte em clínicas e consultórios

A construção e a manutenção de uma identidade forte são processos contínuos que exigem dedicação

7 jul 2024 - 06h10
Compartilhar
Exibir comentários
Éber Feltrim, especialista em gestão de negócios para a área da saúde
Éber Feltrim, especialista em gestão de negócios para a área da saúde
Foto: Divulgação

Construir uma marca forte é essencial para o sucesso de qualquer negócio. Ao cuidar de sua identidade visual, clínicas, hospitais e consultórios podem influenciar e conquistar novos pacientes, fazendo com que uma marca bem definida seja um diferencial nesse setor onde a confiança é parte fundamental da percepção do público.

Éber Feltrim, especialista em gestão de negócios para a área da saúde e fundador da SIS Consultoria, traz atenção para esse aspecto comumente negligenciado no estabelecimento de uma empresa na área da saúde. 

“A marca de uma clínica ou consultório vai além de um logotipo ou um nome. Representa a promessa de cuidado, a experiência do paciente e os valores da instituição”, salienta.

Pesquisa e definição da identidade

O primeiro passo para desenvolver uma marca forte é realizar um estudo aprofundado. Isso inclui entender o perfil do público-alvo, analisar a concorrência e identificar os valores e a missão da instituição. 

Além disso, definir a identidade da marca significa buscar autenticidade e refletir os princípios da clínica ou consultório. “Conhecer profundamente o mercado e o público é o mais importante para criar uma marca que, realmente, reflita as necessidades e expectativas dos pacientes”, afirma Éber. 

Uma pesquisa da Universidade de Toronto apontou que as cores têm a capacidade de influenciar as emoções e comportamentos dos consumidores. O azul, por exemplo, pode ser associado a confiança e segurança, enquanto o vermelho pode evocar emoções de excitação e energia. O portal Fontfabric, por sua vez, divulgou uma análise de que fontes serifadas podem ser percebidas como mais confiáveis e tradicionais, enquanto fontes sem serifa são vistas como mais modernas e acessíveis.

O especialista aponta que não há certo ou errado nesse cenário, mas sim a intenção do que se deseja passar com uma marca. “Os gestores não devem perder os pilares do negócio de vista, moldando assim o visual de acordo com as prioridades da unidade de saúde”, complementa.

Desenvolvimento de elementos visuais e de comunicação

Os elementos visuais, como logotipos, paletas de cores e tipografias, são componentes essenciais na identidade da marca. 

“Um design visual bem planejado transmite profissionalismo e confiabilidade. No entanto, é importante que esses elementos sejam desenvolvidos por profissionais de design gráfico com experiência no setor da saúde, garantindo que a marca tenha um impacto visual positivo e seja facilmente reconhecível”, explica Éber. 

Além dos elementos visuais, a comunicação da marca deve ser clara e coerente. Isso inclui a maneira como a clínica, hospital ou consultório se apresenta nas redes sociais, no site, em materiais impressos e em qualquer outra plataforma de comunicação. “A mensagem da marca deve ser consistente em todos os pontos de contato com o paciente, reforçando os valores e a qualidade do atendimento”, diz o especialista.

Cinco dicas para uma marca sólida

Neste processo de estabelecimento de uma nova marca, estes cinco princípios ajudam na construção e manutenção de uma identidade forte:

Realize uma pesquisa de mercado detalhada: Conheça profundamente o público-alvo e a concorrência para identificar oportunidades e definir a marca;

Defina a identidade: Escolha um nome fácil de lembrar, crie um slogan que passe uma mensagem clara e certifique-se de que todos os elementos estejam alinhados com os valores da sua instituição;

Desenvolva elementos visuais profissionais: Invista em um logotipo, paleta de cores e tipografia que transmitam profissionalismo e confiança;

Garanta uma comunicação consistente: Mantenha a mensagem da marca clara e coerente em todas as plataformas de comunicação, desde o site até as redes sociais e materiais impressos;

Faça uma análise contínua da marca: Utilize pesquisas de satisfação e feedback dos pacientes para ajustar e atualizar a marca conforme necessário, mantendo-a relevante e competitiva.

A construção e a manutenção de uma identidade forte são processos contínuos que exigem dedicação e uma compreensão profunda do mercado. “Investir na marca é investir na confiança e na lealdade dos pacientes, o que é fundamental para o sucesso de qualquer clínica ou consultório”, finaliza.

(*) HOMEWORK inspira transformação no mundo do trabalho, nos negócios, na sociedade. É criação da Compasso, agência de conteúdo e conexão.

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade