PUBLICIDADE

Público se revoltou com personagem que fez aborto para não prejudicar a carreira 

Discussão sobre o Projeto de Lei 1.904 faz rememorar reação conservadora contra interrupção de gravidez de protagonista da Globo há 15 anos

17 jun 2024 - 08h57
Compartilhar
Exibir comentários

Assunto do momento, a polêmica suscitada pela PL do Aborto traz à memória a controvérsia que o tema da interrupção voluntária da gravidez causou no horário nobre da Globo em 2009.  

A única Helena negra do autor Manoel Carlos foi duramente rejeitada pelos telespectadores. Vários aspectos da personagem principal de ‘Viver a Vida’ irritaram a parcela conservadora do público. Um deles foi a confissão de um aborto. 

Modelo de sucesso, a jovem interpretada por Taís Araújo contou logo no 3° capítulo ter interrompido uma gravidez – fruto de um namoro recente – para não atrapalhar a carreira em ascensão, seguindo a recomendação de seu agente. 

Ela tomou a decisão de abortar sem conversar com o namorado, André (Antônio Firmino). O segredo do passado vem à tona quando a irmã de Helena, Sandra (Aparecida Petrowky), engravida de um marginal e pensa em desistir da gestação. A modelo usa seu exemplo para aconselhá-la. 

Pouco depois, o aborto de Helena é usado contra ela por sua rival, Luciana (Alinne Moraes). Em uma cena, a jovem vilã diz que todos no mundo da moda sabem da gravidez interrompida. Dezenas de capítulos mais tarde, Helena engravida de seu marido, Marcos (José Mayer), porém, sofre um aborto espontâneo na oitava semana de gestação. 

O estranhamento com uma protagonista preta (leia-se racismo) associado à militância antiaborto fez Helena ser execrada por numerosos noveleiros logo no começo de ‘Viver a Vida’. Alvo de uma onda de ódio, Taís Araújo enfrentou várias abordagens desrespeitosas na rua. 

A rejeição fez a atriz sofrer profundamente. "Me deixou emocionalmente desestruturada", disse a ‘O Globo’. “Eu fui espinafrada e pensava que aquele era o fim da minha carreira”, disse no ‘Roda Viva’, da TV Cultura.  

A artista precisou de um tempo para recuperar a saúde mental. Voltou às novelas apenas 3 anos depois, em ‘Cheias de Charme’. Demorou uma década para fazer outra protagonista de novela das 21h, a Vitória de ‘Amor de Mãe’.

Helena (Tais Araújo) foi duramente julgada pelos noveleiros após admitir um aborto no passado
Helena (Tais Araújo) foi duramente julgada pelos noveleiros após admitir um aborto no passado
Foto: Renato Rocha Miranda/TV Globo
Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade