0

Atriz diz que gravar novela antes de ir ao ar é estranho

21 fev 2009
13h22



Na pele da advogada Michele em

Janaína Lince é Michele em 'Revelação'
Janaína Lince é Michele em 'Revelação'
Foto: TV Press

Revelação

, do SBT, Janaína Lince teve uma nova experiência. É que a atriz teve de gravar o folhetim meses antes de ir ao ar, assim como todo o elenco da trama. "É estranho me assistir todos os dias e não ir mais para o estúdio", afirma.

Mesmo quando começou a gravar as primeiras cenas, em maio de 2008, ela não sabia que a estreia aconteceria somente em dezembro do mesmo ano. Janaína conta que a equipe acabou optando em fazer uma obra cheia de detalhes, e que tinha até a possibilidade de gravar uma mesma cena várias vezes, sem pressa. "A intenção da equipe era fazer uma frente boa de gravação e só, o que acabou não acontecendo. Como é a primeira novela da Íris Abravanel como autora, dá para entender essa preocupação de fazer tudo com calma", pondera.

No folhetim da emissora de Sílvio Santos, ela interpreta a filha do inspetor de polícia Caio, vivido por Bukassa Kabengele. Outra novidade para ela, foi se esforçar para parecer bem mais jovem do que aparenta, já que seu pai na ficção tem quase sua mesma faixa etária. "Tive de fazer um papel de uma mulher bem mais jovem, até para não ficar com cara de irmã do pai", justifica.

Em seu último personagem, ainda na Record, a atriz também vivia uma advogada e conta que isso até favoreceu para compor Michele, mesmo as duas tendo histórias completamente distintas. Na trama do SBT, a personagem de Janaína se envolve com Paulo, vivido por Fábio Villa Verde, que era casado. Os dois só ficam juntos quando a advogada percebe que ele se separa definitivamente da mulher. "Ela é muito correta em tudo e só fica com o Paulo quando acha certo. Foi muito bom interpretar uma mulher assim", afirma.

O convite para participar da novela da estreante autora Íris Abravanel também não foi era esperado. É que a atriz estava fora do ar desde Bicho do Mato, da Record. Quando recebeu o telefonema do SBT, ela tinha acabado de ter sua primeira filha e estava, até então, totalmente dedicada à maternidade. Depois de muitas reuniões ficou decidido que o ritmo de gravações não seria tão intenso enquanto estivesse amamentando. "Só aceitei porque houve cooperação das partes. Eu gravava e ainda tinha tempo de ficar com minha filha e ela era a prioridade no momento. Eles respeitaram muito a minha questão pessoal e acabou dando certo", conta.

Mesmo conhecendo os rumos do personagem, Janaína diz ter sido válida a experiência de não gravar simultaneamente com a novela indo ao ar, como acontece normalmente. Mas a atriz lamenta que por conta disso, não tenha o "elemento surpresa" de uma mudança radical na trama ou ainda de dividir com o telespectador o drama de seu personagem. "Acho que foi bacana fazer desse jeito. Gravar tudo é completamente diferente, é uma sensação nova. Só não tem essa troca imediata com o público¿, avalia.

Quando terminou de gravar Revelação, a intérprete de Michele renovou o contrato com a emissora e já está cotada para a próxima novela intitulada Vende-se um Véu de Noiva, obra de Janete Clair com adaptação de Íris Abravanel. "Já estamos em fase de produção e a intenção é gravar no inicio de março. Teremos uma frente de alguns capítulos, mas desta vez é para ir ao ar de imediato", conta aos risos.

Revelação vai ao ar no SBT, de segunda a sábado, às 22h.

Fonte: TV Press

compartilhe

publicidade
publicidade