1 evento ao vivo
Logo do Blog Sala de TV
Foto: iStock

Blog Sala de TV

Viva a sua vida, não a vida dos famosos, sugere Marquezine

Atriz e influencer com 32 milhões de seguidores dá lição a quem perde tempo monitorando a felicidade alheia

18 out 2018
12h29
atualizado em 19/10/2018 às 19h05
  • separator
  • comentários

Há quem deixe de viver a própria vida para acompanhar a existência de celebridades nas redes sociais. E estes não são poucos. Talvez seja escapismo da realidade, antídoto contra a frustração ou mera bisbilhotice.

A jovem atriz têm consciência da toxicidade de quem assume a vida do outro para si
A jovem atriz têm consciência da toxicidade de quem assume a vida do outro para si
Foto: Instagram @brumarquezine / Reprodução

“A vida alheia nos parece sempre mais fácil porque não é vivida por nós”, opinou a escritora belga Marguerite Yourcenar.

Muita gente se incomoda com a ‘felicidade instagrâmica’ dos famosos e dispara comentários sarcásticos a fim de desmerecer o ídolo. Uma estratégia para despertar a ira dos seguidores que são realmente fãs e, com sorte, conseguir 15 segundos de fama pegando carona no sucesso alheio.

Ouça o podcast Terra Entretenimento:

Alvo frequente desse tipo de ataque virtual, Bruna Marquezine foi contundente ao responder a uma mexeriqueira.

“A nossa geração precisa entender de uma vez por todas que o que é exposto nas redes sociais não é nem um terço do que realmente acontece nas nossas vidas e que like não é afeto. Instagram não é vida real. Vocês estão deixando a vida de vocês de lado pra acompanhar uma parcela minúscula das vidas de outras pessoas. Parem com isso e vão viver a juventude de vocês.”

Aos 23 anos, a atriz demonstra maturidade emocional para enfrentar um comportamento intrínseco à vida contemporânea: o ‘stalking’. 

Gasta-se precioso tempo para fiscalizar, julgar e condenar a vida do outro, a partir de postagens no Instagram, Facebook e Twitter

Alguns vão além: desenvolvem obsessão e promovem terrorismo digital, o ‘cyberbullying’, por meio de ameaças, chantagens, invasão de contas e divulgação de imagens íntimas.

Quanto mais famosa e aparentemente feliz for a pessoa, maior a chance de ser a próxima vítima. É um preço alto que se paga pela popularidade num tempo no qual quase ninguém quer ser completamente anônimo.

Instagram não é vida real”, afirmou Marquezine. Eis um problema pós-moderno: para milhões de pessoas, essa vida ‘fake’ é a única que vale a pena ser vivida.

Veja também:

 

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • comentários
publicidade