PUBLICIDADE

“Vacinados e testados”: Oscar nos deu um fio de esperança

Cerimônia em plena pandemia perdeu charme, mas acendeu uma luz a respeito do futuro

26 abr 2021
08h29 atualizado às 08h29
0comentários
08h29 atualizado às 08h29
Publicidade

“Todos vacinados e testados”, anunciou a primeira âncora do Oscar 2021, Regina King, na abertura da transmissão. Os indicados e seus convidados, assim como apresentadores, produtores e técnicos de TV, foram submetidos a um protocolo para reduzir risco de contaminação pelo coronavírus. Nos Estados Unidos, qualquer cidadão acima de 16 anos já pode agendar a aplicação da primeira dose.

Regina King na abertura do Oscar 2021: um pouco de abstração em meio ao caos imposto pela realidade
Regina King na abertura do Oscar 2021: um pouco de abstração em meio ao caos imposto pela realidade
Foto: Reprodução

Mesmo descaracterizada e com menos glamour por conta da plateia reduzida e do tapete vermelho com poucas estrelas, a maior premiação do cinema norte-americano despertou um fio de esperança de volta à normalidade em breve. Ok, não será tão rápido, mas há de acontecer. Hollywood ainda nos faz sonhar.

Em alguns momentos da cerimônia foi possível esquecer a pandemia do lado de fora da Union Station em Los Angeles, onde aconteceu o evento. Escapismo bem-vindo. Mas quando uma imagem mostrou a atriz Frances McDormand de máscara, diferindo-se dos demais ao seu redor, houve choque de realidade: ainda estamos imersos no filme de terror chamado covid-19.

O Oscar pandêmico poderia ter sido mais criativo e emocional. O ritmo apressado tirou boa parte da elegância da festa. Valeu por ter acontecido dentro do possível, fechando uma temporada de premiações na qual prevaleceram a frieza das videochamadas e a nostalgia dos bons tempos.

Em uma época tão dramática, os filmes vistos na TV de casa, no celular ou na telona dos cinemas que resistem à crise ajudam a aliviar nossa angústia a respeito do presente e do futuro. Logo no início, Regina King tropeçou na barra do próprio vestido. “TV ao vivo, aqui vamos nós”, brincou ao recuperar o equilíbrio.

É como cada de um nós se sente: fazendo esforço para não desabar, dia após dia. Tomara que o Oscar 2022 seja uma celebração do retorno ao cotidiano. Aquele passado do qual reclamávamos e de que hoje sentimos saudade. Que a pandemia seja uma lembrança a ser superada, assim como fazemos após assistir a um filme ruim.

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
Publicidade
Publicidade