0

Série sobre casal gay comum é eleita melhor comédia da TV

Produção canadense quase desconhecida no Brasil prega aceitação familiar e união contra homofobia

21 set 2020
09h19
atualizado às 09h24
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Dois homens apaixonados querem ter uma vida simples e feliz em uma pequena cidade. Fim.

Essa é a síntese de uma das tramas principais de Schitt´s Creek, eleita melhor série de comédia do Emmy, a maior premiação da televisão norte-americana. A cerimônia aconteceu na noite de domingo (20), com o host Jimmy Kimmel em estúdio e os indicados em casa ou reunidos em pequenos grupos em diferentes lugares, participando por videochamada.

David Rose (Daniel Levy) e Patrick Brewer (Noah Reid): o amor como antídoto contra o preconceito
David Rose (Daniel Levy) e Patrick Brewer (Noah Reid): o amor como antídoto contra o preconceito
Foto: Reprodução

Em ano atípico por conta das restrições impostas pela pandemia de covid-19, a dinâmica da festa beneficiou a equipe de Schitt´s Creek. Elenco, roteiristas e produtores se juntaram para assistir à transmissão. A série do canal canadense CBC, exibida nos Estados Unidos pelo PopTV, recebeu também os Emmys de Melhor Atriz em Série Cômica (Catherine O´Hara), Melhor Ator em Série Cômica (Eugene Levy), Melhor Atriz Coadjuvante em Série Cômica (Annie Murphy), Melhor Ator Coadjuvante em Série Cômica (Dan Levy), Melhor Roteiro e Melhor Direção em Série Cômica. Tornou-se a maior vencedora por uma única temporada em 72 edições do Emmy.

O elenco principal na sequência do casamento gay do último episódio de Schitt´s Creek
O elenco principal na sequência do casamento gay do último episódio de Schitt´s Creek
Foto: Divulgação

Após seis temporadas, Schitt´s Creek teve o último episódio levado ao ar em abril. ‘Happy Ending’ girou em torno da aguardada cerimônia de casamento de David Rose (Daniel Levy) e Patrick Brewer (Noah Reid), dois jovens em busca da realização pessoal. A trajetória do casal discutiu questões como a pansexualidade, a autoaceitação, apoio familiar ao gay que se assume, as nuances entre masculino e feminino, a busca por um amor verdadeiro no agitado mundo LGBT+, a luta diária pessoal e coletiva contra a homofobia e a importância da tolerância em geral.

“Nossa série é uma declaração sobre o poder do amor”, disse Eugene Levy ao receber seu prêmio. O ator trabalhou nos bastidores e diante das câmeras ao lado do filho, Dan Levy. Além de criadores do programa, os dois também atuaram como produtores. Dan foi além: dirigiu alguns episódios. Homossexual declarado, o ator usou sua experiência pessoal na composição do personagem. Para aparecer no Emmy, ele pegou a direção contrária. Inspirou-se no figurino usado na sequência do casamento gay de Schitt´s Creek e vestiu saia com paletó e gravata.

Apesar de ter virado febre mundial em sua última temporada, a sitcom aclamada no Emmy não está disponível em nenhum serviço de streaming no Brasil. No YouTube há alguns trailers e vídeos de cenas. 

Veja também:

O chef premiado que valoriza peixes considerados menos nobres
Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade