0

Repórter relata agressão em ato pró-Lula no ABC: “pedi paz”

Igor Duarte e outros dois profissionais da RedeTV! foram impedidos de trabalhar

8 abr 2018
11h52
atualizado às 12h33
  • separator
  • 10
  • comentários

O telejornalismo da RedeTV! é considerado imparcial e se tornou o mais premiado internacionalmente nos últimos anos. 

Nem assim escapou ileso da fúria de manifestantes contrários à condenação e prisão do ex-presidente Lula.

O jornalista Igor Duarte tentou dialogar com seus próprios agressores
O jornalista Igor Duarte tentou dialogar com seus próprios agressores
Foto: Reprodução/Facebook @igor.duarte.792 / Sala de TV

Uma equipe do canal foi acuada diante do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, onde o líder petista se abrigou por quase dois dias após o mandado expedido pelo juiz Sergio Moro.

O repórter Igor Duarte, o cinegrafista Ricardo Luiz e o assistente Everaldo Guimarães foram ameaçados sob gritos de “golpistas”. 

Após buscar refúgio em um shopping center da região, o jornalista fez um relato ao blog do lamentável ataque à liberdade de imprensa.

“A gente preparava uma matéria para o RedeTV News perto de uma das entradas do prédio do sindicato”, relembra o jornalista.

“Três ou quatro pessoas começaram a gritar ‘golpista, golpista’. Percebi que o clima ia esquentar e disse ao cinegrafista e ao auxiliar para sairmos dali.”

A imagem da vergonha: um profissional de imprensa se rende a pessoas que usam a violência como meio de protesto
A imagem da vergonha: um profissional de imprensa se rende a pessoas que usam a violência como meio de protesto
Foto: : Reprodução/RedeTV! / Sala de TV

Enquanto a equipe caminhava em direção ao carro da emissora – que foi chutado, riscado e amassado – mais pessoas se aproximaram a fim de insultá-los.

“De repente, começaram a jogar copos e garrafas, fiquei molhado de água e cerveja. Senti uma leve pancada nas costas e alguém bateu no meu rosto com papel ou jornal”, conta Duarte.

Enquanto os profissionais da RedeTV! pediam calma, o grupo cada vez mais raivoso avançava contra eles.

Igor recorda que apenas três pessoas saíram em defesa da equipe e tentaram desmobilizar os revoltosos. 

“No desespero, eu pensei ‘vou apanhar aqui’. Não tinha polícia para nos defender. No instinto, levantei as mãos num sinal de não violência. Em nenhum momento reagimos. Pedi a eles que não nos agredissem. Eu pedi paz.”

A imagem do repórter com as mãos levantadas, como se estivesse se rendendo num campo de guerra, foi reproduzida em posts nas redes sociais.

O superintendente de Jornalismo e Esportes da RedeTV!, Franz Vacek, que foi correspondente internacional e enfrentou risco de morte ao cobrir zonas sob ataque, reagiu ao desrespeito contra a equipe da emissora.

“Jornalista não é bandido para ficar de mãos para o alto”, disse ele ao blog. “Sem liberdade de imprensa não há democracia.”
 

Veja também

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 10
  • comentários
publicidade