0

Quem é a mulher que quer destruir Trump na mídia

Imprensa americana aguarda ansiosamente livro bombástico escrito por uma sobrinha do presidente

25 jun 2020
14h13
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Parente é serpente, diz o ditado popular. Donald Trump agora sabe bem disso. Sua sobrinha Mary L. Trump planeja lançar no dia 28 o livro Too Much and Never Enough - How My Family Created The World´s Most Dangerours Man (Demais e Nunca o Suficiente - Como Minha Família Criou o Homem Mais Perigoso do Mundo, em tradução livre). Trata-se de uma obra de memórias que retrata o presidente dos Estados Unidos da pior maneira possível.

Trump está colérico com a ameaça representada pelo livro de sua sobrinha Mary
Trump está colérico com a ameaça representada pelo livro de sua sobrinha Mary
Foto: Blog Sala de TV

Não se fala de outra coisa nas redações e nos programas jornalísticos. Criou-se expectativa a respeito de acusações graves que podem manchar ainda mais a imagem de Trump e atrapalhar sua campanha à reeleição. Pelo que se sabe, Mary o descreve como insensível e inescrupuloso, capaz de trair e prejudicar pessoas próximas por conta de sua ambição por dinheiro e poder.

Filha do irmão mais velho do presidente americano, Fred Trump Jr. (1938-1981), a psicóloga Mary L. Trump narra episódios de assédio moral e negligência protagonizados por seu tio. Afirma que durante a infância e adolescência testemunhou cenas traumáticas com aquele que viria a ser o mais rico e poderoso membro do clã. "Um homem tóxico", declarou Mary.

A fúria da sobrinha em relação a Donald Trump teria começado após a divisão da herança milionária deixada pelo avô. Ela acredita que seu tio magnata a manipulou para receber fatia maior do patrimônio. Em 2001, Mary fez um acordo e assinou termo de confidencialidade. Pelo documento, estaria proibida de divulgar detalhes a respeito da partilha e dos segredos da família.

Baseando-se nesse pacto, Trump e seu outro irmão, Robert, acionaram a Justiça para tentar impedir que o livro seja lançado. A editora Simon & Schuster — a mesma de The Room Where it Happened  (A Sala Onde Aconteceu, em tradução livre), do ex-conselheiro de Segurança Nacional de Trump, John Bolton, convertido em grande desafeto do presidente — escalou um batalhão de advogados para garantir a venda da obra.

Há um terceiro livro que incomoda o ocupante do Salão Oval da Casa Branca. The Art of Her Deal (A Arte da Negociação Dela, em tradução livre) destaca o talento da primeira-dama Melania Trump em tirar vantagens do marido. Vista como inexpressiva e vulnerável por algum tempo, a ex-modelo eslovena seria, na verdade, hábil em selar acordos financeiros com Trump para cumprir seu papel social ao lado dele.

Como se nota, as livrarias se tornaram ambiente perigoso para o ex-apresentador do The Apprentice que se tornou o mais polêmico presidente da América. Escrever a respeito (e contra) Donald Trump é um bom negócio. Dezenas de obras do gênero lançadas nos últimos anos chegaram na lista das mais vendidas. Não falta gente interessada em falar mal (e ler críticas) sobre o homem mais poderoso do planeta.

Veja também:

China responderá a sanções dos EUA
Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade